Links de Acesso

Benguela: Trabalhadores do lixo ameaçam ir a tribunal para reaver salários


Empresa diz que governo não pagou o que lhes deve pelos serviços prestados

Em Benguela, os 165 trabalhadores da Sanágua, empresa que se dedicava à recolha de lixo, ameaçam ir a tribunal para forçar o pagamento de de dois meses de salários, indemnizações e subsídios a que dizem ter direito.

A empresa, que encerrou há cerca de oito meses, diz que não pode cumprir os compromissos porque o Governo não lhes pagou 20 mil milhões de kwanzas pelos serviços prestados.

Os trabalhadores ameaçam apresentar queixa à Procuradoria-geral da República e muitos deles dizem estar em situação desesperada sem dinheiro para comprar alimentos e garantir o sustento e educação dos seus filhos.

No último pronunciamento a propósito desta situação, feito há já três meses, o director da Sanágua, João Amaral, dizia que a sua empresa estava à espera dos valores correspondentes à prestação de serviço.

O secretário para os assuntos jurídicos do Sindicato da Saúde, Administração Pública e Serviços, Custódio Kupessala, fala em violação de direitos humanos.

O salário base na Sanágua é de aproximadamente 17 mil Kwanzas, equivalentes a 170 dólares norte-americanos.

XS
SM
MD
LG