Links de Acesso

Sindicato da saúde exige melhores condições em Benguela


Edifício da administração da cidade de Benguela

Edifício da administração da cidade de Benguela

O Sindicato da Saúde, Administração Pública e Serviços está a aproveitar a jornada do 1º de Maio para exigir o pagamento de indemnizações e salários aos trabalhadores despedidos de empresas que tratavam da recolha de lixo nas principais cidades da província de Benguela.

O Sindicato lembra que tem vindo a negociar com as entidades empregadoras, incluindo as renitentes, mas salienta que o mês de Maio deve servir para reforçar o apelo a favor dos mais de 200 funcionários despedidos.

Vários são os trabalhadores que, mesmo estando no activo, não conseguem adquirir a cesta básica. Imbuído neste espírito, o secretário-geral do Sindicato da Saúde, Administração Pública e Serviços prefere não imaginar no calvário de quem teve de regressar à casa devido ao encerramento da sua entidade empregadora.

Em entrevista à VOA, Tomás Muelelivela apontou as razões para tanto barulho em nome dos mais de 200 funcionários despedidos.

Tendo como referência os seus mais de 10 mil filiados, afirmou que a situação do trabalhador angolano está ainda muito distante do ideal.

XS
SM
MD
LG