Links de Acesso

Benguela sem há espaço para todos os estudantes


Sede da administração da cidade de Benguela

Sede da administração da cidade de Benguela

Autoridades abrem centenas de novas salas de aula, mas alunos queixam-se de que não beneficiam o ensino universitário.

Centenas de jovens vão ficar de fora do sistema de ensino este ano em Benguela devido à falta de espaço nas escolas e universidades.

Numa ronda efectuada por algumas escolas, incluindo a Universidade Katyavala Bwila, a VOA captou a apreensão de quem nem sequer consegue ter acesso aos exames de admissão. É uma situação extensiva ao ensino não universitário, para a qual o sector da Educação admite não estar preparado, embora reitere a construção de novas salas de aulas.

Jovens contactados pela VOA queixaram-se da situação e alguns acusaram o Governo de nada fazer para tentar melhorar a situação.

Nas filas para se tentar a admissão registam-se empurrões e jovens dizem que a situação tem vindo a deteriorar-se nos últimos anos.

Samuel Malenze, chefe do Departamento de Educação da Direcção Provincial de Educação, Ciência e Tecnologia disse que em termos de infra-estruturas têm havido “novos espaços”.

"Este ano a província vai contar com mais 292 salas de aula", disse Malenze.

"Mas nós estamos a trabalhar progressivamente para a qualidade e a qualidade passa necessariamente em investirmos no homem vendo as questões ligadas à metodologia de ensino”, disse acrescentando que há que “trabalhar fortemente na capacitação”.

XS
SM
MD
LG