Links de Acesso

Benguela: Governo apoia a construção de casas para vítimas das cheias

  • João Marcos

Cidade Benguela, Foto Bartolomeu Eduardo.

Cidade Benguela, Foto Bartolomeu Eduardo.

Conhecido empresário dá mãos ao governo para ajudar no projecto

O Governo de Benguela recuou na sua posição e prometeu apoiar a construção de casas para o realojamento das vítimas das cheias.

Uma outra ajuda, falhada a promessa de Bento Kangamba, chega de um grupo empresarial liderado por Silvestre Kissari, também membro do MPLA.

Com efeito, depois de ter reafirmado que não ergueria mais do que as trezentas e setenta bases, o Governo apoia agora a construção da habitação condigna.

A VOA apurou que uma orientação do governador provincial, endereçada às empresas que se encontram na urbanização dos Cabrais, foi suficiente para alterar o quadro.

O Estado gastou já onze mil dólares em cada uma das bases, sendo setenta para as famílias que já se encontravam nos Cabrais e as restantes para os sinistrados.

Em contacto com a VOA, o Vice-governador para a área técnica e de infra-estruturas confirmou a mudança de estratégia, mas lembrou que as famílias não devem estar de braços cruzados.

Ao que tudo indica, o Governo não está só nesta empreitada. Haverá mão do empresário Silvestre Kissari, o homem que está a financiar um Comité comunal do MPLA.

“O problema dos sinistrados faz parte de uma política habitacional do Governo de Benguela, e eu estou a fazer a minha parte na qualidade de militante do MPLA’, acrescentou Kissari.

a VOA soube que Silvestre Kissari já terá luz verde do Presidente José Eduardo dos Santos para colocar mãos à obra e apoiar os sinistrados.

Em círculos do MPLA, diz-se que a entrada em cena deste homem de negócios surge em resposta à fracassada promessa de Bento Kangamba, que chegou a prometer trezentas moradias.

Kissari vem ganhando protagonismo político nesta província onde Bento Kangamba já esteve em alta.

XS
SM
MD
LG