Links de Acesso

Desemprego e pobreza na origem da criminalidade em Benguela

  • António Capalandanda

Desemprego e pobreza na origem da criminalidade em Benguela

Desemprego e pobreza na origem da criminalidade em Benguela

Faltam políticas orientadas para a juventude

18 Jan 2011 - A alta taxa de desemprego e pobreza extrema têm vindo a originar o crescimento da criminalidade urbana em Benguela. Vicente Nogueira, assessor de imprensa do comando provincial da policia nacional em Benguela que, falava na sessão de abertura do Conselho Consultivo daquele órgão, disse que, durante o ano de 2010 houve um aumento da criminalidade na província, tendo sido registado 5 mil 299 crimes de natureza diversa contra os cerca de 5.033 ocorridos em 2009.

Dos 4 mil 455 detidos, segundo a fonte, 4 mil 331 são jovens desempregados, correspondendo a 90 por cento dos marginais.

Em declarações a Voz da América, o padre Zeferino Passagem disse que, essa situação demonstra a falta de políticas orientadas para a juventude. Referiu ainda que, o desemprego tem levado à perda de valores sociais e de responsabilidade por parte jovens e afecta a estrutura familiar.

O prelado entende que, a redução do desemprego tem um impacto imediato sobre a redução da pobreza e melhora a distribuição da riqueza. Num estudo avançado pelo economista Alves da Rocha, partindo das informações conhecidas sobre o PIB por habitante em 2009 e das correlações entre variáveis demográficas e económicas chegou a uma taxa de desemprego de 26,8%, um agravamento de 2,9 pontos percentuais face à situação de 2008.

É uma taxa muito elevada de desperdício do mais importante factor de crescimento duma economia, o capital humano. Os efectivos da polícia deverão analisar a sinistralidade rodoviária na província que em 2010 resultou em 421 mortos e danos avaliados em mais de 19 bilhões de Kwanza. O policiamento de proximidade e a criminalidade juvenil serão debatidos.

XS
SM
MD
LG