Links de Acesso

Bloco Democrático no "vai ou racha" em Agosto

  • Manuel José

Justino Pinto de Andrade, único líder à sua própria sucessão

Justino Pinto de Andrade, único líder à sua própria sucessão

Secretário-geral reconhece que ser o partido nãp conseguir bons resultados em Agosto poderá deixar de existir

O Bloco Democrático (BD), partido sem assento parlamentar em Angola, prepara-se para o pleito eleitoral de Agosto, ciente que desta vez se falhar pode ser extinto de vez do panorama político partidário nacional.

Em finais do próximo mês realiza a sua convenção nacional extraordinária para eleger o cabeça-de-lista à Assembleia Nacional.

Conhecido nas lides políticas, como partido dos intelectuais, o BD parte para a corrida eleitoral consciente que se, como aconteceu em 2012, não conseguir reunir os requisitos para concorrer, pode ser extinto.

''Se desta vez o BD não participar ou se participar e não conseguir os 0,5 por cento de votos exigidos por lei é extinto'', reconheceu o secretário-geral João Baruba em declarações à VOA.

Baruba diz que até agora há apenas um candidato, o actual presidente Justino Pinto de Andrade.

Quanto ao facto de até agora só o MPLA ter indicado o seu cabeça-de-lista para as eleições, João Baruba diz ser uma situação normal, mas chama a atenção dos eleitores para não votarem em cabeças-de-lista mas em programas de partidos.

“É preciso não olharmos para os candidatos dos partidos mas sim para os programas a serem apresentados pelos partidos como solução para Angola porque o país durante 41 anos de governação não teve evolução, os cidadãos devem votar nos melhores programas que os partidos vão contrapondo ao programa do fracassado MPLA'', exortou Baruba.

Aquele responsável garante que o partido está a preparar as bases e os candidatos para as eleições.

XS
SM
MD
LG