Links de Acesso

Banco de Portugal recusa registo de idoneidade a Isabel dos Santos

  • Redacção VOA

Isabel dos Santos

Isabel dos Santos

Sem o registo, a empresária angolana retirou o seu apoio ao acordo com o Caixabank sobre o BPI.

O Banco de Portugal comunicou à empresária angolana Isabel dos Santos que não lhe dá o registo de idoneidade para exercer funções da administração do BIC Portugal, onde ela é acionista.

Em consequência, a filha do Presidente angolano retirou o seu apoio ao acordo com o Caixabank sobre o BPI, de acordo com o jornal português Público, adiantando que a decisão do banco central foi também aplicada a outros gestores do BIC que pediram o registo da idoneidade.

Neste domingo, 17, a administração do BPI anunciou, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que não há acordo entre os espanhóis do CaixaBank e a Santoro Finance, a sociedade que controla os interesses da empresária angolana Isabel dos Santos, sobre a nova estrutura accionista do BPI.

Apesar de no sábado, a sociedade liderada por Isabel dos Santos ter afirmado que havia ainda “elementos pendentes” no acordo, ontem a administração do BPI revelou que o acordo ficou “sem efeito”, justificando este desfecho com o facto de Isabel dos Santos ter feito novas exigências que não faziam parte do entendimento inicial.

Ainda de acordo com o BPI, a Santoro Finance desrespeitou o que tinha acordado e solicitou alterações” aos documentos contratuais que tinham sido aí acordados. Se em relação a algumas das alterações, o banco diz que “foi possível chegar a um acordo”, no que diz respeito a uma das alterações solicitadas um novo entendimento não foi possível, já que “pela sua relevância, iria desfigurar gravemente a solução que fora acordada”.

O primeiro-ministro português António Costa lamentou o fim do acordo e revelou que o Governo vai deixar de ter um papel de intermediação nesta matéria.

XS
SM
MD
LG