Links de Acesso

Banco VTB diz que foi enganado por Moçambique no caso das dívidas escondidas

  • Redacção VOA

"O Governo enganou-nos" ao não divulgar as dívidas com garantia estatal contraídas por várias empresas públicas em 2012 e 2014, revelou o vice-presidente do banco russo VTB em relação ao empréstimo concedido ao Estado de Moçambique.

Em entrevista à agência de notícias Bloomberg, Yuri Soloviev disse que a instituição foi enganada por as dívidas de várias empresas públicas não terem sido divulgadas aos investidores e ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

Soloviev adiantou que o banco VTB já não é detentor da dívida, mas garantiu que não abandonou os investidores “já que somos responsáveis enquanto agentes nos empréstimos e na emissão de dívida em moeda estrangeira”.

Aquele responsável disse não saber se Moçambique vai conseguir pagar em Janeiro a parcela de 38 milhões de dólares relativa à emissão de dívida que fez este ano.

"A situação com esta dívida é muito dura, nós não sabemos se eles vão conseguir pagar ", reiterou Yuri Soloviev, lembrando que o banco está a ser paciente e “a tentar resolver a situação".

Refira-se que o VTB e o Credit Suisse ajudaram a reestruturar a dívida moçambicana.

A operação, no entanto, foi mantida escondida pelo Governo de Moçambique até Abril de 2016 quando o ministro da Economia e Finanças reconheceu as dívidas nas reuniões da Primavera do FMI em Washington.

A partir daí, o FMI, o Banco Mundial e vários países suspenderam o financiamento de projectos em Moçambique, dando assim início a uma crise económica e financeira.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG