Links de Acesso

Bairros periféricos do Uíge sem energia eléctrica e água


Uige

Uige

Residentes queixam-se de falta de saneamento básico e de promessas não cumpridas.

Moradores dos bairros periféricos da cidade capital da província do Uíge continuam a queixar-se da falta de saneamento básico, água e ainda de muitas dificuldades no fornecimento de energia eléctrica.

Várias zonas da periferia não beneficiam da actual rede eléctrica proveniente da barragem deCcapanda na vizinha Província de Malanje.

Helena Paulo, moradora do distrito do Sagrada na regedoria do bairro- Catapa no município do Uíge, lamentou à VOA o facto de ter de acordar muito cedo todos os dias para buscar água noutros bairros.

“Nós aqui no Sagrada, não temos água, temos que comprar gasolina para ligar geradores, se não tiver dinheiro ficamos na escuridão”, disse.

“Há tempos passaram por aqui dizendo que daqui a um tempo iriam fazer a canalização e a ligação da energia e já se passou um ano e nada”, reclamou a moradora.

No bairro Pedreira a situação não é diferente. De acordo com a residente Angelina Feico a maior preocupação consiste na falta de construção da estrada terciária que liga a zona urbana e a cidade capital.

“Nesta época seca o que mais nos afecta é a poeira que tende nos causar varias doenças respiratórias, como tosse e a gripe”, referiu.

No bairro Condo-Benz, na regedoria do bairro Paco-Benz, apesar da falta de energia e água canalizada, os populares apontam a falta de um posto médico como outra preocupação afirmando que têm que percorrer quilómetros a pé à procura dos serviços primários de saúde.

Em alguns casos de gravidade, disseram residentes, os doentes não chegam ao Hospital Geral do Uíge e acabam por sucumbir.

“Mulheres gravidas podem dar luz pelo caminho já tivemos vários casos desse género”, afirmam populares.

Já no bairro Paco-Benze o Governo provincial, através do Fundo de Apoio Social (FAS), construiu em 2010 um pequeno posto de saúde com a capacidade de internamento e até ao momento continua de portas fechadas.

De recordar que a Província do Uíge beneficiou do apoio de alguns projectos sociais financiados pelo Banco Mundial no ano passado com realce para a distribuição da rede eléctrica e água potável, mas até agora não satisfaz as necessidades da população.

A VOA contactou a administração municipal mais não tivemos qualquer reacção.

XS
SM
MD
LG