Links de Acesso

BAD quer apoiar emprego de jovens

  • Simião Pongoane

Sede do Banco Africano de Desenvolvimento em Abidjan

Sede do Banco Africano de Desenvolvimento em Abidjan

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) promete financiar projectos de geração de empregos para jovens dom continente nas áreas de agricultura, turismo e tecnologias de comunicação e informação.

A instituição juntou em Pretoria ministros do Trabalho da região da África Austral para discutir tipos de conhecimentos necessários no mercado regional de emprego, reconhecendo que 12 milhões de jovens africanos entram anualmente no mercado de trabalho, mas apenas três milhões conseguem um emprego.

O desemprego, a pobreza e as desigualdades sócio-económicas são largamente considerados como factores que agravam as relações entre sul-africanos e imigrantes.

Em cada 100 jovens sul-africanos, 27 não têm emprego no sector formal da economia.

Para o BAD, o fenómeno do desemprego é generalizado em África, afectando um em cada quatro jovens da África Austral.

A situação é mais complicada na África do Sul, onde a agricultura, considerada fonte de geração de emprego, não pode ser facilmente praticada porque a maior parte da população negra não tem acesso à terra.

Jovens transformados em guardas de carros próximo do hotel onde decorria a conferência do BAD sobre a estratégia do emprego disseram que gostariam de produzir alimentos nas zonas rurais, mas como têm acesso à terra estão na rua a guardar carros.

O BAD promete apoiar iniciativas de geração de emprego.

A ministra moçambicana do Trabalho, Vitória Diogo, que participou no evento, disse que o país precisa de apoio para expandir investimentos em unidades móveis de agro-processamento.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG