Links de Acesso

Autoridades tomam medidas de precaução contra futuras secas na Huila

  • Teodoro Albano

Camponeses na Huila

Camponeses na Huila

Camponeses instados a fazer a agricultura junto do Rio Cunene, onde o Governo fornecerá moto-bombas

As autoridades do município da Matala, no interior da província da Huíla, estão a tomar medidas para minimizar os efeitos de novos períodos de seca na região.

Depois do município ter sido afectado por uma forte seca com grandes prejuízos na colheita agrícola nos últimos três anos, as autoridades desenham agora novas estratégias na tentativade tirar o melhor aproveitamento da baixa do rio Cunene.

A estratégia anunciada pelo administrador municipal da Matala Miguel Vicente passa por mentalizar as cooperativas agrícolas locais a tirarem proveito da baixa do rio Cunene, que rasga o norte e leste da Huíla.

“Para isso, nós já compramos várias moto-bombas, instruímos as nossas cooperativas e este ano cada cooperativa deve preparar cerca de 15 hectares para poderem fazer as culturas com base na água que vão tirar do rio Cunene para irrigação”, explicou Vicente.

Tendo em vista a próxima época agrícola, que se inicia no mês de Outubro, o município conta com centenas de milhares de hectares de terras preparadas para o cultivo de cereais e hortícolas com destaques para o milho e a batata.

Matala localiza-se a 176 quilómetros a leste da cidade do Lubango e é tida como o segundo pólo de desenvolvimento mais importante da província da Huíla, sendo igualmente o mais habitado, depois da capital provincial, com perto de 230 mil habitantes.

XS
SM
MD
LG