Links de Acesso

Autoridades reforçam medidas de prevenção contra o ébola no Uíge


Campanha de informação estende-se aos sobas tradicionais e igrejas.

Continuam a decorrem em todos os municípios do interior da província do Uíge as campanhas de sensibilização e mobilização sobre as medidas de prevenção, controlo e contágio de ébola que continua a causar mortes com realce para a República Democrática do Congo (RDC), país que faz fronteira com a província do Uíge ao norte.

Depois dos municípios de Damba, Maquela do Zombo, Milunga, Sanza Pombo e Puri, as autoridades sanitárias no Uíge estenderam a campanha ao município do Bungo, com a distribuição de folhetos, boletins informativos e palestras junto de autoridades tradicionais e a população em geral daquela localidade.

O chefe do departamento da saúde pública Manuel Bunga disse que a campanha é extensiva a todos os municípios da província, com mais realce para as unidades sanitárias e locais de maior aglomeração populacional, como igrejas e mercados públicos.

“A sensibilização está a passar por unidades sanitárias e temos o plano de sensibilização nas igrejas, vamos pedir aos lideres religiosos para nos darem 10 minutos nos cultos de domingo para falarmos sobre as medidas de prevenção do ébola”, disse Bunga.

Por sua vez, o director municipal da saúde no Bungo Paulo Samuel afirmou que os técnicos de saúde no Uíge estão devidamente preparados para responder a qualquer caso suspeito, por terem uma vasta experiência ganha com o tratamento de uma doença muito bem conhecida pelos técnicos do sector, a febre hemorrágica do vírus Marburg, que afectou a província em 2006.

No município do Puri, o administrador municipal Beirão Monteiro pediu aos sobas a apelarem às populações no sentido de prevenirem–se e de informarem as autoridades sanitárias sobre qualquer caso suspeito.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG