Links de Acesso

Autoridades querem saber quem dirige o portal Club-K em Angola

  • Coque Mukuta

Elias Isaac

Elias Isaac

Elias Isaac foi interrogado sobre financiamento da Open Society ao portal de notícias.

O director da Fundação Open Society Angola foi ouvido nesta Quarta-feira, 16, pela Polícia de Investigação Criminal por ter apoiado o portal de informação Club-k.

Elias Isaac, disse nada ter a ver com a organização que dirige mas sim com o facto de as autoridades quererem saber quem dirige, em Angola, aquele portal de notícias.

“É um assunto que tem a ver com o Club-k, por causa de um apoio que nós demos para o portal”, disse.

A VOA falou com uma fonte junto do Club-k nos Estados Unidos, que confirmou que o último apoio da Open Society foi dado em 2011 e serviu para a manutenção técnica do site, uma vez que era vítima de diversos ataques que visavam a sua destruição.

A mesma fonte, que pediu o anonimato, adiantou que os investigadores têm um documento roubado dos arquivos da associação Open Society, que comprova esse apoio.

Na verdade, as autoridades pretendem descobrir quem em Angola assume a direcção do portal.

Elias Isaac diz também que o interrogatório não tem nada a ver com o caso dos 15 jovens acusados de golpe de Estado.

“São situações completamente diferentes”, garantiu.

De recordar que a Open Society tem sido acusada de apoiar iniciativas que visam derrubar o Governo do Presidente José Eduardo dos Santos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG