Links de Acesso

Autoridades impedem manifestação, mas activistas protestam

  • Coque Mukuta

Praça 1o. de Maio, Luanda, manifestantes

Praça 1o. de Maio, Luanda, manifestantes

Esta quarta-feira, 29, em Luanda foi marcada pela manifestação convocada por activistas para protestar contra a prisão de 15 jovens do autodenominado Movimento Revolucionário a 20 de Junho. Em antecipação, a Juventude do MPLA (JMPLA) e a Organização da Mulher Angolana (OMA) realizaram uma contramanifestação, enquanto a polícia deteve cerca de duas dezenas de activistas.

No início da manhã, no entanto, a Praça 1º. de Maio foi tomada por cerca de 30 jovens da JMPLA e da OMA em apoio ao Governo.

Enquanto isso, a polícia deteve cerca de 17 jovens no município de Viana e noutros lugares quando preparavam a manifestação, segundo disse à Voz da América, Adolfo Campos, da organização.

Activista agredido, Praça 1o. de Maio, Luanda

Activista agredido, Praça 1o. de Maio, Luanda

As forças de segurança, com cães que eram atirados aos manifestantes, bloquearam todas as vias de acesso à Praça 1º. de Maio para evitar a concentração de pessoas.

Por volta das 15 e 40 minutos, cerca de 40 manifestantes conseguiram entrar na praça para protestarem com cartazes e dísticos, mas foram fortemente recebidos pela polícia.

O correspondente da VOA em Luanda Coque Mukuta acompanhou todas as incidências. Oiça:

XS
SM
MD
LG