Links de Acesso

Autoridades do Burundi usam força letal para reprimir manifestantes, denuncia a Amnistia Internacional


Burundi

Burundi

Uma investigação da Amnistia Internacional concluiu que as autoridades do Burundi reprimiram, este ano, manifestações políticas, usando força letal para silenciar cidadãos que protestavam contra o governo.

Sarah Jackson, directora regional da Amnistia Internacional na África oriental, disse que os manifestantes “tiveram de enfrentar balas para que as suas vozes fossem ouvidas”.

Jackson apelou às autoridades do Burundi para investigaram de forma transparente o uso da força contra manifestantes e fazer justiça a todos os responsáveis.

A investigação da Amnistia Internacional indica que a polícia disparou contra manifestantes indefesos, usou gás lacrimogénio e munições reais, mesmo em locais com crianças.

XS
SM
MD
LG