Links de Acesso

Autoridades da Malásia investigam causa terrorista no desaparecimento de avião

  • VOA Português

Hishammuddin Hussein, ministro dos Transportes da Malásia.

Hishammuddin Hussein, ministro dos Transportes da Malásia.

Dois passageiros viajaram com passaportes roubados a dois cidadãos europeus.

As autoridades da Malásia estão a avaliar a possibilidade de terrorismo no desaparecimento do avião da Malaysia Airlines na madrugada de sábado no Golfo da Tailândia quando fazia a ligação entre Kuala Lumpur e Pequim com 239 pessoas a bordo.

De acordo com o ministro dos Transportes Hishammuddin Hussein as agências de segurança da Malásia estão a investigar essa possibilidade depois de informações apontarem para o facto de dois dos passageiros do avião terem embarcado com passaportes roubados, levantando assim os rumores de terrorismo.

"Ao mesmo tempo que activamos os nossos serviços de informações, informamos todas as unidades antiterrorismo dos países relevantes", disse o ministro.

As primeiras informações davam conta que o avião da Malaysia Airlines tinha desaparecido na madrugada de sábado às 2:40, mas hoje,9, o director do Departamento de Aviação Civil da Malásia, Azharuddin Abdul Rahman, revelou que a aeronave tinha desaparecido dos radares à 1:30 (hora local), mais de uma hora antes do inicialmente revelado.

Hishammuddin Hussein disse aos jornalistas ter na sua posse quatro nomes de suspeitos a bordo do avião da Malaysia Airlines que já é o pior desastre de sempre da companhia.

As autoridades da Malásia estão a investigar a possibilidade de atentado e verificam os circuitos internos de televisão do aeroporto de Kuala Lumpur, mas escusam-se a identificar, para já, os passageiros sobre os quais recaem suspeitas.

Os Estados Unidos já se ofereceram para ajudar nas investigações, tendo enviado um contratorpedeira para auxiliar nas buscas.
XS
SM
MD
LG