Links de Acesso

Autoridades da Malásia dizem não haver vestígios do avião desaparecido

  • Redacção VOA

Militares tiram fotos da área onde poderá ter desaparecido o avião.

Militares tiram fotos da área onde poderá ter desaparecido o avião.

Autoridades locais, com a ajuda do FBI, dos Estados Unidos, analisam também a possibilidade de ter sido uma acção terrorista.

O director da aviação civil da Malásia afirmou nesta segunda-feira, 10, que a localização do avião da companhia aérea Malaysia Airlines que desapareceu no Mar do Sul da China no último sábado permanece um "mistério".

Azharuddin Abdul Rahman disse, no entanto, que as autoridades não descartam que o desaparecimento esteja ligado a um eventual sequestro da aeronave.

No entanto, acrescentou não ter havido qualquer confirmação de que destroços do avião foram vistos no sul da China.

Rahman afirmou ainda que as autoridades do país vêm intensificando os esforços para localizar a aeronave e as buscas vão demorar "o tempo que for necessário".

"Nós estamos a toda hora, a todo segundo revistando cada pedaço do mar", disse.

Mais cedo, helicópteros foram enviados ao sul do Vietname onde um objecto amarelo semelhante a um barco salva-vidas teria sido avistado.

Segundo autoridades do Vietname, no entanto, o objecto era, na verdade, a tampa de um carretel coberta de limo, mas não se sabe se pertence ao avião.

Nove países diferentes, com 40 navios e 34 aviões participam das operações de buscas nos mares do Vietname e da Malásia.

Linhas da investigação

Tragédias aéreas normalmente se devem a fenómenos climáticos, erros humanos ou problemas técnicos.

Ao que se sabe, no entanto, as condições meteorológicas eram boas e o piloto, de 53 anos, tinha mais de 18 mil horas de experiência de voo, além de integrar os quadros da companhia desde 1981.

A Malaysia Airlines tem um bom historial de segurança e o Boeing 777-200ER é considerado um dos mais seguros devido à sua moderna tecnologia.

Uma das pontas das asas da aeronave quebrou enquanto corria na pista em 2012 mas foi reparada e certificada como segura.

David Learmount, editor de segurança e de operações do site Flight Global, especializado no sector aéreo, afirmou que "as aeronaves de hoje são incrivelmente confiáveis, o que reduz muito o risco de que uma falha estrutural imediata aconteça durante o voo”. Para ele, “simplesmente isso não acontece".

Entretanto, as autoridades, com a ajuda do FBI, dos Estados Unidos, analisam também a possibilidade de ter sido uma acção terrorista, sem, no entanto, avançarem qualquer detalhe.

Sabe-se que dois passageiros do sexo masculino viajaram com passaportes roubados na Tailândia a um austríaco e um italiano, em 2011 e 2013, respectivamente.

A Interpol confirmou este facto em comunicado, adiantando, no entanto, que os dois passageiros embarcariam para a Europa após uma ligação em Pequim.

Sendo assim, o caso poderia tratar-se de emigração ilegal para um país europeu.
XS
SM
MD
LG