Links de Acesso

Autor confesso de Manuel Hilbert Ganga pode ser condenado a até 20 anos de prisão

  • Redacção VOA

Manuel Hilbert Ganga

Manuel Hilbert Ganga

Activista fio morto por um agente da Guarda Presidencial.

O Tribunal Provincial de Luanda, deverá acolher, na próxima semana, as alegações finais e posterior leitura da sentença do julgamento do soldado da Guarda Presidencial Desidério Patrício de Barros, autor confesso do assassinato do dirigente da Casa-CE Manuel Hilbert Ganga.

As duas últimas audiências foram destinadas à apresentação dos depoimentos das testemunhas presenciais da morte a tiro de Ganga, a 23 de Novembro 2013.

O advogado da família, Francisco Miguel, disse as duas audiências serviram para se esclarecer , ao pormenor, o que ocorreu.

Manuel Hilbert Ganga foi morto quando se encontrava a colar panfletos nas proximidades do estádio dos Coqueiros em Luanda.

O acusado assumiu a autoria do crime embora tivesse afirmado que não tinha a intenção de matar Ganga.

Desidério de Barros pode ser condenado a uma pena que vai de 16 a 20 anos de prisão.

XS
SM
MD
LG