Links de Acesso

Ausências diminuíram encontro de dos Santos com jovens - analistas

  • Manuel José

Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos

"Movimento dos Jovens Revolucionários" diz que aguardava pela "oportunidade" do encontro mas não foi convidado

Manuel José, Luanda


A ausência do “Movimento dos Jovens Revolucionários” do encontro que o presidente Eduardo dos Santos manteve Sexta-feira fez diminuir a importância do encontro, disseram analistas e intervenientes.





O encontro de Sexta-feira entre o presidente e dezenas de organizações juvenis foi vista por alguns como um primeiro passo para uma maior abertura da presidência
O Movimento tem ao longo dos últimos meses organizado protestos e manifestações para protestar contra acções do governo.

Os próprios jovens do Movimento Revolucionário manifestaram-se tristes por não terem sido convidados pelo presidente da república.

"O presidente da república ao chamar os jovens para dialogar e excluir-nos é muito triste,” disse Mauro Smith do movimento.

“Eu acho que o presidente tem medo dos jovens do Movimento Revolucionário porque nós estávamos a espera desta oportunidade," acrescentou.

Outro jovem do Movimento, Pedroso Teka acha que a exclusão dos jovens Revolucionários atesta que o presidente nunca quis dialogar com a juventude.
"A exclusão do Movimento de Jovens Revolucionários deste encontro é prova que o presidente da república não acredita no diàlogo com a juventude," disse.

A CASA-CE através do deputado Lindo Bernardo Tito considerou de grave a ausência do Movimento de Jovens Revolucionários o que na sua óptica prova que o presidente da república não aceita manifestações.

"Lamento o presidente da república não ter convidado os jovens do Movimento Revolucionários o que demonstra que o presidente é contrário as manifestações, José Eduardo não gosta de manifestações," disse
...
Quem esteve no encontro foi o líder do braço juvenil da CASA-CE, Rafael Aguiar considerou de “encenação” o encontro e lamentou a exclusão do Movimento de Jovens Revolucionários ao encontro.

"A exclusão de outras sensibilidades juvenis sobretudo os Jovens do Movimento Revolucionários manchou o encontro com presidente," disse

O jornalista e analista Celso Malavoloneke pensa que a ausência do Movimento de Jovens Revolucionários tirou prestígio ao discurso de José Eduardo dos Santos.
"Penso que os serviços de apoio do Presidente da República falharam ao marginalizar o Movimento de jovens Revolucionários,” disse

“Eles não deviam ser marginalizados, a ausência deles diminuiu o valor do discurso do Presidente da República," acrescentou

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG