Links de Acesso

Ausências diminuíram encontro de dos Santos com jovens - analistas

  • Manuel José

Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos

Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos

"Movimento dos Jovens Revolucionários" diz que aguardava pela "oportunidade" do encontro mas não foi convidado

Manuel José, Luanda


A ausência do “Movimento dos Jovens Revolucionários” do encontro que o presidente Eduardo dos Santos manteve Sexta-feira fez diminuir a importância do encontro, disseram analistas e intervenientes.





O encontro de Sexta-feira entre o presidente e dezenas de organizações juvenis foi vista por alguns como um primeiro passo para uma maior abertura da presidência
O Movimento tem ao longo dos últimos meses organizado protestos e manifestações para protestar contra acções do governo.

Os próprios jovens do Movimento Revolucionário manifestaram-se tristes por não terem sido convidados pelo presidente da república.

"O presidente da república ao chamar os jovens para dialogar e excluir-nos é muito triste,” disse Mauro Smith do movimento.

“Eu acho que o presidente tem medo dos jovens do Movimento Revolucionário porque nós estávamos a espera desta oportunidade," acrescentou.

Outro jovem do Movimento, Pedroso Teka acha que a exclusão dos jovens Revolucionários atesta que o presidente nunca quis dialogar com a juventude.
"A exclusão do Movimento de Jovens Revolucionários deste encontro é prova que o presidente da república não acredita no diàlogo com a juventude," disse.

A CASA-CE através do deputado Lindo Bernardo Tito considerou de grave a ausência do Movimento de Jovens Revolucionários o que na sua óptica prova que o presidente da república não aceita manifestações.

"Lamento o presidente da república não ter convidado os jovens do Movimento Revolucionários o que demonstra que o presidente é contrário as manifestações, José Eduardo não gosta de manifestações," disse
...
Quem esteve no encontro foi o líder do braço juvenil da CASA-CE, Rafael Aguiar considerou de “encenação” o encontro e lamentou a exclusão do Movimento de Jovens Revolucionários ao encontro.

"A exclusão de outras sensibilidades juvenis sobretudo os Jovens do Movimento Revolucionários manchou o encontro com presidente," disse

O jornalista e analista Celso Malavoloneke pensa que a ausência do Movimento de Jovens Revolucionários tirou prestígio ao discurso de José Eduardo dos Santos.
"Penso que os serviços de apoio do Presidente da República falharam ao marginalizar o Movimento de jovens Revolucionários,” disse

“Eles não deviam ser marginalizados, a ausência deles diminuiu o valor do discurso do Presidente da República," acrescentou

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG