Links de Acesso

Aumento de casos de doença de sono em Malanje

  • Isaías Soares

Angola Malanje Hospital geral

Angola Malanje Hospital geral

Resultados relativos apenas aos primeiros três meses de 2014 ultrapassam a soma dos casos confirmados ao longo de todo o ano passado.

Mais de uma dezena de pessoas podem estar infectadas com a doença do sono desde os primeiros seis meses deste ano em Malanje, anunciou nesta cidade a directora provincial de Saúde Lazina Vera Cruz.

A amostra refere-se a uma população prospectada de 958 indivíduos, “com 15 casos suspeitos” que, de forma comparative, há um aumento de números de casos suspeitos e confirmados.

Os resultados relativos só aos primeiros três meses de 2014 ultrapassam a soma dos casos confirmados ao longo de todo o ano passado, onde o município de Cacuso era tido como região endémica.

“Conseguimos ter cerca de 2.038 populações prospectadas, das quais durante o ano obtivemos 10 casos suspeitos, que posteriormente conseguiu-se a confirmação”, confirmou a médica.

No primeiro trimestre do ano em curso foram colocadas 215 armadilhas nos pontos de água, neste caso rios, das comunas de Cacuso, Quizenga, Pungo-A-Ndongo, Suqueco e sector do Kinje daquela circunscrição, que permitiram a captura de 58 moscas.

De Abril a Junho do corrente ano as medidas profilácticas contra a mosca tsé-tsé foram extensivas ao município de Malanje, “onde colocamos ao redor do rio Malanje, do rio Kuije, rio Catepa, rio da Guine, a zona de Quibinda e a comuna do Ngola Luije” .

Os meios programa anti-vectorial da malária são usados para as campanhas de mobilização e sensibilização, incluindo as de colocação de armadilhas, com apoio do Instituto de Combate e Controlo da Tripanossomíase.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG