Links de Acesso

Novo ataque a autocarro civil fere tripulação no centro de Moçambique

  • André Baptista

Incidente ocorreu a 30 metros duma subunidade do exército durante uma escolta militar na N1

Homens armados, alegadamente da Renamo, atacaram esta quarta-feira, 23, em duas ocasiões,um autocarro da empresa Nagi Investiment, ferindo os dois tripulantes e danificando a viatura na zona de Mombe, no troço Save-Muxúnguè, na principal estrada de Moçambique.

Este é o terceiro ataque contra os autocarros da companhia Nagi Investiment em Março, depois de o primeiro ter sido metralhado em Honde, em Manica, e ter provocado a morte de dois tripulantes.

Três dias depois um outro autocarro da empresa foi também atingida por balas na região de Bingo, na Zambézia, sem provocar vitimas.

O ataque desta quarta-feira ocorreu a 30 metros duma subunidade das forças de defesa e segurança durante a primeira coluna escoltada pelo exército, a 25 quilómetros a sul de Muxúnguè, distrito de Chibava, em Sofala.

“O incidente ocorreu as 7:30 minutos em Mombe. Foram quase sete tiros, uns atingiram os dois tripulantes e os outros atingiram os tanques de combustível e as rodas”,explicou uma testemunha, adiantando que o segundo ataque ocorreu a 10 quilómetros de distância.

Enquanto decorria a reparação do autocarro, disse a mesma fonte, houve um “forte confronto” durante uma perseguição das forças de defesa e segurança aos homens armados, supostamente da Renamo.

A ala militar da Renamo acusa a transportadora de estar a carregar militares para o centro de Moçambique.

XS
SM
MD
LG