Links de Acesso

"Ataques governamentais devem parar", diz porta-voz da Renamo

  • Redacção VOA

Fernando Mazanga, porta-voz da Renamo

Fernando Mazanga, porta-voz da Renamo

Em declarações a VOA, Fernando Mazanga afirmou que o futuro está agora nas mãos do governo.

Em Moçambique, a Renamo manifestou-se disponível para um cessar-fogo com o Governo.

No final de mais uma ronda negocial entre as duas partes, na quarta-feira, o chefe da delegação da Renamo Saimon Macuiana afirmou que a sua organização estava disponível para um "cessar-fogo nos próximos dias".

Ao mesmo tempo, a Renamo queixou-se de ataques com armas pesadas ontem contra posições da organização na Gorongosa e voltou a acusar o governo de tentar matar o seu líder Afonso Dlakama.

Segundo o porta-voz da Renamo Fernando Mazanga esses ataques verificaram-se num momento em que as conversações em Maputo decorriam positivamente.

Em declarações à VOA, Mazanga afirmou que o futuro está agora nas mãos do governo e reiterou que, para haver uma evolução positiva da situação, os ataques têm que parar.

XS
SM
MD
LG