Links de Acesso

Parlamento angolano não esclarece expulsão de jornalista

  • Coque Mukuta

Rádio Despertar

Rádio Despertar

O jornalista da Rádio Despertar Gonçalves Viera disse que foi acusado de criar desordem na casa das leis.

O debate parlamentar sobre o estado da comunicação em Angola realizado na passada sexta-feira foi marcado por um acto que está a ser considerado como um atentado à liberdade de expressão por parte da mesa da Assembleia Nacional.

O repórter da Rádio Despertar, emissora ligada à UNITA, foi forçado a abandonar o recinto da Assembleia Nacional, por tentar transmitir em directo o debate.

A Voz da América contactou o antigo jornalista da Rádio Nacional de Angola e actualmente Director do Gabinete de Comunicação e Imagem da Assembleia Nacional João Batista Vianey para tentar obter uma explicação sobre o caso, mas ele não se dignou dar qualquer explicação sobre o sucedido.

Entretanto, o Instituto de Comunicação Social da África Austral “MISA-Angola” divulgou um comunicado no qual considera que o acto da Asembleia Nacional visou impedir transmissões em directo apenas para proteger-se da avaliação dos eleitores.

O jornalista da Rádio Despertar Gonçalves Viera disse que, no momento, foi acusado de criar desordem na casa das leis.

Viera afirmou ainda que apesar do incidente não deixará de frequentar ainstituição por ser uma casa que representa a todos os angolanos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG