Links de Acesso

2010 no Brasil


Cartão vermelho para Kaká, no Mundial de Futebol na África do Sul, que correu muito mal ao Brasil.

Cartão vermelho para Kaká, no Mundial de Futebol na África do Sul, que correu muito mal ao Brasil.

Ano marcado por tragédias, guerra contra o tráfico, derrota na Copa e eleição da primeira mulher presidente.

31 Dez- 2010 - O ano de 2010 entra para a história como aquele em que o Brasil elegeu, pela primeira vez, uma mulher para a presidência e os brasileiros deram adeus, depois de oito anos, a um dos líderes mais populares da história do país, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Além dos fatos políticos, o ano foi marcado por outros que não poderão ser esquecidos. Já na passagem de 2009 para 2010, um forte temporal atingiu o paraíso turístico do Estado do Rio de Janeiro, Angra dos Reis, matando 50 pessoas. Em Abril, as piores chuvas das últimas décadas abateram-se sobre o cartão postal brasileiro matando mais de 100 pessoas na cidade do Rio de Janeiro.

Se o início de 2010 não foi bom para os cariocas, o fim dele trouxe alguma esperança. Com o apoio das Forças Armadas, a polícia do Rio de Janeiro ocupou favelas como Complexo do Alemão, morro carioca que era dominado há muitos anos pelos traficantes. O feito, transmitido para o mundo inteiro, foi comemorado em todo o Brasil.

Polêmicas internacionais


O Brasil conviveu com dramas internos e externos, em 2010, como o terremoto do Haiti, em Janeiro. A missão da ONU no país caribenho, comandada por brasileiros, enfrentou muitos desafios e a acusação de entrar em rivalidade com os EUA pelo comando dos trabalhos, situação desmentida pelo porta-voz do Departamento de Estado Americano no Haiti, Greg Adams.

Figuras internacionais de destaque passaram pelo Brasil em 2010. Uma delas foi o presidente de Angola, Jose Eduardo Santos. Lula e o angolano assinaram um acordo de sociedade privilegiada, permitindo o reforço da cooperação bilateral em diversas áreas. Na oportunidade, Lula lembrou que a parceria Brasil-Angola veio para ficar.

A Secretária de Estado Americana, Hillary Clinton, também visitou o Brasil. Ela assinou acordo de cooperação comercial entre os dois países e advertiu o governo brasileiro sobre as relações perigosas com o Irã. Para a Secretária, o governo Brasil estaria sendo ingênuo ao tentar acordo com o país persa em torno do programa nuclear iraniano. No Brasil, a americana destacou que o Irã só negociaria de fato depois que todas as etapas de sanções da ONU fossem cumpridas.

O polêmico Hugo Chávez foi outro nome internacional que passou pelas terras brasileiras em 2010. Do lado do presidente da Venezuela, Lula mandou um recado para os EUA e o resto do mundo: disse que o Brasil é capaz de atuar em grandes conflitos mundiais. Na esteira das declarações contundentes, o presidente Lula polemizou falando sobre os dissidentes cubanos. Em declaração de apoio ao governo de Cuba, o presidente brasileiro comparou os presos políticos do regime da ilha aos criminosos comuns de São Paulo.

Brasil e África

O Brasil também foi palco de discussões importantes para a África. Brasileiros e africanos discutiram, em Brasília, alternativas para o combate à fome. Debates importantes, sobretudo para os países lusófonos, também ocorreram na capital brasileira. Intelectuais, lingüistas, escritores e políticos debateram estratégias para difundir a língua portuguesa que, apesar de ser falada por mais de 250 milhões de pessoas, ainda é ignorada, principalmente, por organismos internacionais.

O 2010 também foi marcado por conquistas para os afrodescendentes que vivem no Brasil. Depois de 10 anos de tramitação, foi aprovado o Estatuto da Igualdade Racial que prevê que negros e brancos tenham os mesmos direitos no acesso à saúde, educação, trabalho e à terra e torna mais severa a punição contra atos racistas no Brasil.

Na área esportiva, festa e tristeza com a derrota na Copa da África do Sul vão ficar na memória do país. Foi o ano em que os brasileiros, depois da eliminação do Brasil pela Holanda, tiveram que escrutar do técnico da seleção, Dunga, explicações que não gostariam de ouvir.

Eleições 2010

O grande fato do ano no Brasil, no entanto, foi a eleição da nova dirigente do país. Depois de uma campanha eleitoral acirrada, a petista Dilma Rousseff obteve 56,05% dos votos, contra 43,9% do adversário José Serra (PSDB). Depois da vitória, a primeira mulher que irá governar o Brasil fez um discurso emocionado agradecendo ao presidente Lula. A nova presidente reafirmou compromissos com a causa feminina e garantiu que vai cumprir as promessas de campanha

Dilma Rousseff toma posse neste dia primeiro de janeiro de 2011, quando o Brasil dará adeus ao presidente Lula. Em viagens internas, nas últimas semanas, o presidente Lula tem se despedido dos brasileiros, mas ele também fez questão de dar adeus aos Africanos. Pouco antes de encerrar seu mandato, fez a última viagem ao continente como presidente visitando Moçambique. O presidente brasileiro termina a gestão de oito anos garantindo que não encerra a relação com a África. “Eu vou continuar viajando pela África. Eu tenho um sonho de fazer a África dar um salto de qualidade”.

XS
SM
MD
LG