Links de Acesso

Costa do Marfim: Situação complicada - diz estratega angolano


Costa do Marfim: Situação complicada - diz estratega angolano

Costa do Marfim: Situação complicada - diz estratega angolano

Aperta o cerco a Laurent Gbagbo, as análises são unânimes sobre os efeitos das pressões internacionais

Washington, 22 Dez - O Tenente-General Felisberto Ndjele, estratega angolano diz que a Costa do Marfim, vive uma situação complicada e que a solução para a actual crise política deve passar por pressões da comunidade internacional.

Ndjele que é um dos quadros susperiores do Instituto de Estudos Estratégicos de Angola, analisa a crise política na Costa do Marfim, numa altura em que alguns sectores de opinião começam a defender a hipótese de uma intervenção militar contra o campo de Laurent Gbagbo.

O general angolano equaciona as possibilidades de uma acção militar, mas diz ser preciso uma declaração clara e assumida dos presidentes africanos. Para Felisberto Ndjele as Forças da Paz da CEDEAO e encabeçadas pela Nigéria e Senegal já deram provas no terreno e numa tal eventualidade seriam elas a entrar no terreno ou senão o recurso a uma força conjunta integrando contigentes das Nações Unidas e de outras potenciais mundiais.

O cerco ao presidente cessante Laurent Gbagbo é cada vez mais assumido, e hoje os Estados Unidos anunciaram a imposição de uma primeira série de sanções contra Gbagbo, assim como aos seus apoiantes.

Gbagbo bem como as outras personalidades constantes de uma lista entretanto não divulgada pelo Departamento do Estado, ficam impedidos de entrar no território americano.

Este anúncio tem lugar no mesmo dia que o Banco Mundial também confirmou o congelamento das ajudas a Costa do Marfim.

O presidente do Banco Mundial Robert Zoellick indicou hoje em Paris depois de uma audiência com o chefe de Estado francês Nicolas Sarkozy, que as ajudas a Costa do Marfim foram suspensas no âmbito das pressões internacionais contra Laurent Gbagbo.

Robert Zoellick adiantou que o Banco Mundial já solicitou a UEMOA – União Económica e Monetária da África Ocidental, para suspender igualmente os créditos concedidos a Costa do Marfim.

A França pediu aos seus cidadão residentes naquele país a abanodnarem temporariamente a terra de Houphet Boigny.

A Voz da América perguntou ao Tenente-General Felisberto Ndjele que leitura tem sobre esta crise política que pode conduzir ao reinício da guerra civil.

Ouça as declarações do General Ndjele em Mp3...

XS
SM
MD
LG