Links de Acesso

Guerra do Iraque: Sucesso ou fracasso?

  • Eduardo Ferro

Guerra do Iraque: Sucesso ou fracasso?

Guerra do Iraque: Sucesso ou fracasso?

Especialistas em questões do Médio Oriente continuam em desacordo sobre se a missão foi um sucesso ou um fracasso.

No momento em que as forças americanas se retiram do Iraque especialistas em questões do Médio Oriente continuam em desacordo sobre se a missão foi um sucesso ou um fracasso.

No momento em que as últimas colunas militares americanas atravessavam a fronteira com o Kuwait, uma nova sondagem aqui nos Estados Unidos mostrava que 77% dos americanos aprovavam a decisão da retirada das tropas americanas do Iraque no final deste ano depois de 9 anos de ocupação.

O sargento Fred Fox concorda com essa opinião: “ fizemos tudo quanto estava ao nosso alcançe para ajudá-los e eles tomaram as coisas entre mãos. Portanto chegou a altura de regressarmos e deixar que se cuidem a eles próprios.”

É ainda cedo demais para prever como é que os historiadores vão descrever a guerra do Iraque,mas, muitos analistas salientam um facto: Sadam Hussein já não existe.

Tal é o caso de Frederick Kagan do American Enterprise Institute: “ afastamos Sadam Hussein do poder no Iraque e isso foi um sucesso muito importante.”

No entanto outros analistas questionam se os objectivos mais alargados dos Estados Unidos foram alcançados.

Peter van Buren é um diplomata americano. No seu recente livro , “We ment well”, não esconde as suas criticas a esta guerra: “ dois presidentes disseram-nos que o nosso objectivo no Iraque era criar uma democracia estável que seria uma aliada dos Estados Unidos e um bastião da luta contrao terrorismo no Médio Oriente. Seria dificil afirmar que esse objectivo foi alcançado”.

No final de 2006, a violência alastrava através do Iraque e os analistas afirmavam que o país estava à beira de uma guerra civil.

O presidente George W. Bush decidiu então reforçar o número de soldados americanos no país travando significativamente essa violência.

Disse Frederik Kagan: “acho que os reforços militares e a alteração da estratégia em 2007 e 2008 foi uma das mais importantes vitórias da história na guerra contra a rebelião armada”.

Contudo apesar dos Estados Unidos terem dispendido mais de 60 mil milhões de dólares em projectos de desenvolvimento no Iraque, os criticos argumentam que apenas uma pequena parte desse dinheiro foi aplicado na reconstrução do país.

Por outro lado, a decisão dos Etados Unidos de retirarem as suas tropas do Iraque suscitou questões acerca do prosseguimento da violência e da ameaça de uma intervenção iraniana.

Adam Mausner do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais acha que a retirada pode ser problemática: “ a retirada das tropas americanas criou um enome vácuo na região. O Médio Oriente tem horror a vácuos do género e isso serve de alavanca a uma maior influência do Irão no Iraque”.

Cerca de 4 mil e 500 soldados amercianos morreram na guerra do Iraque, muitas dezenas de milhar ficaram feridos. Custo financeiro : 800 mil milhões de dólares.

XS
SM
MD
LG