Links de Acesso

Numa recusa posto de Secretário-geral da UNITA


A ponderar o futuro - Kamalata Numa diz que é preciso dar lugar aos jovens

A ponderar o futuro - Kamalata Numa diz que é preciso dar lugar aos jovens

Vitorino Nhani vai assumir o cargo

O general Abílio Kamalata Numa pediu a sua substituicão no cargo de secretário-geral da UNITA.

Numa foi re-eleito na lista de Isaíoas Samakuva, no congresso do partido que terminou sexta-feira em Viana, nos arredores de Luanda.

Em declaracões à Voz da América, Numa disse que tomou esta decisão para dar oportunidade a outros quadros do partido. Para o seu lugar foi indicado o antigo secretário provincial da UNITA em Benguela, Vitorino Nhani.

“A UNITA precisa de fazer surgir novos líderes e nas nossas circunstâncias um mandato são quatro anos. Nós podemos servir a UNITA de outra forma. Já garanti isso ao presidente," disse Numa.

Outra alteração na nova equipa de Isaías Samakuva, depois da sua reeleição para mais um mandato à frente da UNITA, tem a ver com a indicação do deputado e jornalista, Raul Danda, para a chefia da bancada parlamentar do partido.

O seu antecessor, Gabriel Samy, vai atender as questões jurisdicionais da Comissão Política.

Os novos membros deste órgão partidário tomaram posse na noite de 17 de Dezembro.

São, ao todo, 250 membros efectivos e 50 suplentes, segundo as decisões tomadas pelo XI Congresso Ordinário da UNITA.

O candidato presidencial, derrotado no congresso da passada semana, Estêvão José Pedro Katchiungo, é agora o titular da pasta que vela pelos assuntos eleitorais, cargo até então exercido por Daniel Domingos Maluca.

O XI Congresso do maior partido da oposição em Angola, reiterou a criação do Governo sombra como parte do programa de preparação da UNITA para governar Angola em 2012, condenou o que descreve a “contínua partidarização do estado angolano" e lamentou a continuação da guerra em Cabinda.

XS
SM
MD
LG