Links de Acesso

Maputo com falta de gás de cozinha

  • William Mapote

Imagem nocturna de Maputo

Imagem nocturna de Maputo

Os residentes da cidade do Maputo estão preocupados com a escassez e especulação de preços de alguns produtos essenciais, que a entrada da principal quadra festiva do ano já marca a actuação de alguns revendedores.

Os residentes da cidade do Maputo estão preocupados com a escassez e especulação de preços de alguns produtos essenciais, que a entrada da principal quadra festiva do ano já marca a actuação de alguns revendedores.

O principal produto que preocupa os cidadãos é o gás doméstico, que apesar das garantias das autoridades de distribuição oficial, continua uma miragem para muitos consumidores.

Dos poucos locais onde se pode encontrar, os preços de revenda chegam a atingir cem por cento acima do valor recomendado.

A empresa nacional de importação de petróleos, IMOPETRO, diz não compreender as razões da especulação em curso.

Depois da crise registada nos meses de Outubro e Novembro, aquela entidade diz estar a disponibilizar cinco mil unidades diárias.
Estas quantidades estão acima das que habitualmente são colocadas no mercado da capital moçambicana, pelo que, não há razões para a especulação de preços, muito menos para a escassez.

O Ministério do Comércio, através dos seus serviços de inspecção diz ter colocado a sua equipa em prontidão para controlar casos de oportunismo dos revendedores, no que diz respeito aos preços.

Apesar destes anúncios, os factos mostram que do discurso à realidade, a distância é muito longa, deixando a maioria dos consumidores no desespero de que, nos próximos dias, mais produtos venham seguir o caminho do agravamento dos preços, ou escassez, contrariando todas as garantias.

XS
SM
MD
LG