Links de Acesso

Coreia do Norte: Morreu Kim Jong-Il

  • Eduardo Ferro

Kim Jong Il à esquerda falando com o seu filho e sucessor Kim Jong-un

Kim Jong Il à esquerda falando com o seu filho e sucessor Kim Jong-un

O "querido líder", como era conhecido pelos norte-coreanos, não resistiu a um ataque cardíaco durante uma viagem de comboio no sábado passado.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Il morreu com 69 anos de idade.

O "querido líder", como era conhecido pelos norte-coreanos, não resistiu a um ataque cardíaco durante uma viagem de comboio no sábado passado.

O filho mais novo, Kim Jong -un é o seu anunciado sucessor.

Segundo a televisão estatal de Pyongyang Kim Jong-il morreu na sequência de "uma grande fatiga mental e física" durante uma viagem de comboio.

Kim Jong –Il liderou com mão-de-ferro o seu isolado país nos últimos 17 anos depois de suceder ao seu pai Kim Il-sung.

O líder norte-coreano, que alegadamente padecia de diabetes e de problemas cardíacos, sofreu um ataque em Agosto de 2008 e desde então circulavam vários rumores sobre o agravamento do seu estado de saúde.

Durante a liderança de Kim Jong-Il a Coreia do Norte conseguiu alcançar o objectivo do seu pai de fazer explodir duas bombas atómicas rudimentares, uma em 2006 e outra em 2009. Contudo apesar dos testes terem dado ao país mais garantias contra uma possivel invasão americana e sul-coreana, as explosões aumentaram ainda mais o isolamento da Coreia do Norte .

A Coreia do Norte manteve no segredo a morte de Kim Jong-Il durante dois dias, um índicio segundo muitos analistas , do nervosismo da liderança para uma transição particularmente periclitante.

Poucas horas depois do anúncio da sua morte era revelado que Kim Jong-un era “o grande sucessor da revolução” e “o líder eminente dos militares e do povo”.
Tratou-se da primeira vez que a Coreia do Norte se referiu a ele como “líder”, depois do seu enfermo pai o ter tirado da obscuridade em Setembro do ano passado nomeando-o general de 4 estrelas e vice-presidente da comissão central militar do partido dos trabalhadores.

"Na vanguarda da revolução coreana encontra-se agora Kim Jong-Un, grande sucessor da causa revolucionária do grande líder e chefe do nosso partido, do nosso exército e do nosso povo", referiu a agência noticiosa norte-coreana.

Pouco se sabe acerca do novo líder norte-coreano, o terceiro filho de Kim Jong-Il. Nunca se reuniu com dirigentes estrangeiros e até há dois anos atrás a sua única fotografia conhecida mostrava-o de calções durante o curto período em que frequentou uma escola na Suiça.

De acordo com serviços secretos ocidentais presume-se que ele tenha estado envolvido no planeamento dos dois ataques contra a Coreia do Sul em 2010 tentando demonstrar a sua capacidade como líder militar.

Um imponente funeral de estado de Kim Jong -Il está marcado para 28 de Dezembro em Pyongyang seguindo-se um dia de luto nacional.


XS
SM
MD
LG