Links de Acesso

Correspondente da VOA Julgado no Namibe


Teresa Filomena Tyaenda (à direita) acusou juiz angolano de assédio sexual

Teresa Filomena Tyaenda (à direita) acusou juiz angolano de assédio sexual

Armando Xicoca foi acusado de difamar um juiz local. Julgamento foi à porta fechada

O nosso colaborador Armando Chicoca foi julgado Quarta-feira por alegada difamação de um juíz.. Foi à luz do candeeiro que o tribunal do Namibe deu por terminado às 22 horas a sessão do julgamento que decorreu á porta fechada.
Jornalistas e populares que queriam assistir ao julgamento foram forçados a abandonar a sala. O procurador abandonou acusações de intimidação alegadamente feitas ao Administrador Municipal do Namibe Armando Valente, mas o Procurador Nelson Saldanha manteve a acusação contra o jornalista em como teria agido em má fé ao publicar certas notícias que põem o bom nome do Juiz Presidente António Vissandula.
Na parte da tarde a sessão teve que ser interrompida quando a cadeira do réu cedeu e partiu provocando queda do mesmo. O juiz Manuel Araújo procedeu à suspensão da audiência até Chicoca ter recuperado fisicamente.
Mais tarde a escuridão tomou conta do tribunal e recorreu-se a dois candeeiros eléctricos, um na mesa do Juiz Presidente da Sessão e outro ao Escrivão.
A sentença, será pronunciada no próximo dia 22 de Dezembro.
O Advogado David Mendes disse que o julgamento decorreu conforme o que esperava e disse que não previa surpresas. Escusou-se no entanto a fazer comentários mais detalhados.



XS
SM
MD
LG