Links de Acesso

Instalações Adicionais de Reprocessamento de Urânio

  • Paulo Oliveira

Instalações Adicionais de Reprocessamento de Urânio

Instalações Adicionais de Reprocessamento de Urânio

A Coreia do Sul está a analisar as informações segundo as quais podem existir outras instalações de enriquecimento de urânio na Coreia do Norte para além do complexo de Yongbyon.

O ministro dos negócios estrangeiros sul coreano indicou que o governo está consciente da possibilidade da Coreia do Norte possuir instalações adicionais de reprocessamento de urânio.

Kim Sung-hawn sublinhou existirem informações dos serviços secretos sobre o assunto, mas não entrou em detalhes.

O ministro dos estrangeiros refere suspeitar que aquilo que os especialistas afirmam sobre a Coreia do Norte possuir outros locais de enriquecimento de urânio estará correcto.

Foi apresentado, o mês passado, a um cientista dos Estados Unidos um complexo em Yongbyon, uma instalação sofisticada aparentemente com centenas de centrifugadoras para enriquecimento de urânio.

O professor Siegfried Hecker, num artigo publicado a semana passada na revista Foreign Affairs, indicou que a instalação que visitou foi possivelmente construída para alimentar um reactor e não uma bomba.

Hecker sublinhou ser muito provável a existência de uma instalação secreta algures na Coreia do Norte capaz de produzir urânio altamente enriquecido.

Isso daria à Coreia do Norte um método adicional de produzir bombas nucleares para além da produção de plutónio.

Um jornal sul coreano citava hoje uma fonte não identificada dos serviços secretos como tendo indicado a existência de outras instalações não divulgadas onde Pyongyang procede ao enriquecimento secreto de urânio.

As instalações secretas podem incluir um instituto de pesquisa no centro da capital, uma base de mísseis na província de Yanggang e uma caverna em Kumchangri, a 160 quilómetros de Pyongyang.

XS
SM
MD
LG