Links de Acesso

Moçambique vai terminar subsídio ao diesel


Aumenta "corrida"ao gás moçambicano

Aumenta "corrida"ao gás moçambicano

Aumentar "corrida" ao gás no norte do país

O governo moçambicano projectou para 2012 despesas no valor de cerca de seis mil milhões de dólares e receitas de cerca de três mil milhões e meio de dólares. Para colmatar a diferença o governo prevê um financiamento externo de cerca de dois mil e 370 milhõess de dólares.

O orçamento agora proposto pelo governo moçambicano tem sem duvida em conta promessas feitas ao Fundo Monetario Internacional numa carta de intenções dada a conhecer aqui em Washington pela organização.

Nesse documento, para além de outras questões, o governo moçambicano compromete-se a reduzir para menos de 6% a taxa de inflação no próximo ano.

Na carta ao FMI as autoridades moçambicanas afirmam também que tencionam acabar com os subsídios ao diesel no próximo ano.

O governo da Frelimo compromete-se no entanto a fornecer mais recursos para o subsídio do trigo usado no fabrico do pão e introduzir também no próximo ano subsídios para transportes urbanos.

Na sua carta o governo moçambicano afirma ainda que se quer tornar um membro de pleno direito da Iniciativa de Transparência nas Indússtrias Extractivas alcançando assim progresso para melhorar a transparência no que diz respeito aos rendimentos dos recursos naturais.

Isso vai a curto prazo ser de grande importancia pois aumenta a corrida à exploração das enormes reservas de gas encontradas no norte do país.

A companhias PETRONAS da Malásia diz que vai iniciar prospecção de gaz na província de Nampula esperando as duas primeiras prefurações no início do próximo ano.

Por seu turno a companhia americana Anadarko avança com os seus planos de exploração do gás já encontrado ao largo da costa moçambicana. A Anadarko contractou a companhia MSI para efectuar um estudo de dois anos sobre a metereologia e condições marítimas da zona. O estudo vai envolver os ventos, ondas, correntes, marés e temperaturas tanto do mar como do ar na zona de exploração.

A Anadarko está entretanto a considerar vender parte dos seus interesses em Moçambique. O gás encontrado pela companhia em Moçambique é superior á maioria de todas as suas outras explorações em redor do mundo .

Um dos directores da Anadarko disse que isto é um oportunidade para a companhia obter alguns fundos. Sem dúvida que vai haver quem queira comprar.

XS
SM
MD
LG