Links de Acesso

Eleições no Congo "não têm credibilidade" - Centro Carter


Kabila a votar

Kabila a votar

Votos de mais de 2.000 assembleias em Kinshasa "desapareceram". Centro diz que houve locais em que 100% dos votos foram para Joseph Kabila

Uma equipa de observadores internacionais afirmou que os resultados das eleições presidenciais na República Democrática do Congo foram “mal administrados e não têm credibilidade”.

O Centro Carter baseado nos Estados Unidos disse que as eleições ganhas pelo presidente Jospeh Kabila foram marcadas por grandes variações na qualidade da contagem de votos.

Numa declaração o centro disse haver provas que se perderam os resultados de quase duas mil assembleias de voto em Kinshasa.

O centro disse que em vários locais através do país foi registada uma afluência às urnas de 99 ou 100 por cento dos votos com a maior parte ou mesmo todos os votos a favor do presidente.

Na Sexta-feira a comissão eleitoral declarou Joseph Kabila vencedor das eleições de 29 de Novembro.

O seu principal opositor Etienne Tshisekedi rejeitou os resultados e declarou-se ele mesmo presidente

XS
SM
MD
LG