Links de Acesso

Vitória de Kabila contestada por Tshisekedi


Vitória de Kabila contestada por Tshisekedi

Vitória de Kabila contestada por Tshisekedi

Ainda antes dos resultados finais terem sido anunciados, o partido de Tshisekedi tinha rejeitado o resultado

O presidente da República Democrática do Congo Joseph Kabila foi declarado vencedor do sufrágio da semana passada, atribuindo-lhe um novo mandato de cinco anos.

No exterior da sede da Comissão Eleitoral, apoiantes de Kabila celebraram a re-eleição após o anúncio feito pelo presidente da Comissão Nacional Eleitoral Daniel Mulunda, que o presidente Kabila tinha vencido a eleição com 49 por cento dos votos.

O concorrente mais próximo, o dirigente oposicionista Etienne Tshisekedi, ficou em segundo lugar com cerca de 32 por cento dos votos, segundo a comissão eleitoral.

A votação foi realizada apesar da entrega tardia dos boletins, uma prolongada contagem dos votos e demoras no anúncio dos resultados. A participação nas urnas foi de cerca de 60 por cento.

Ainda antes dos resultados finais terem sido anunciados, o partido de Tshisekedi tinha rejeitado o resultado que os totais reflectiam a vontade do povo congoles, e pondo em dúvida se teriam uma presença honesta junto do Supremo Tribunal onde tencionam contestar os resultados.

O secretário geral do partido da oposição, Jaquemin Shabani, afirmou tencionar proteger a vitória contra o que classificou de ditador que tenta impor um veredicto fraudulento.

XS
SM
MD
LG