Links de Acesso

O Minars apoia velhos e carentes em Malanje

  • Isaías Soares

Hospital Municipal de Malanje

Hospital Municipal de Malanje

Cerca de 20 mil pessoas idosas e desfavorecidas recebem apoio social

Cerca de 20 mil pessoas idosas e desfavorecidas recebem apoio social da Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social em Malanje em comunidades e casas lares.

A responsável do Minars, Isabel Roque dos Santos que falava à margem do dia consagrado em Angola ao Idoso, referiu que as igrejas são os principais parceiros do governo angolano.

“Temos 55 pessoas integrados em lares e casas lares num total de cinco instituições, aqui ao nível do município sede de Malanje temos o lar de idosos da Maxinde, temos na Carreira de Tiro o lar do Kinzamo e temos três casas lares na Vila Matilde, temos parceiros sociais. São as igrejas e com quem nós articulamos toda actividade com esses idosos. Quer esses integrados nas instituições como estão ao nível das comunidades, por intermédio de projectos de geração trabalho e renda”.

Pessoas da terceira idade em boas condições físicas e mentais e jovens integrados no Centro comunitário do Ritondo, Associação do Lombe, Paróquia Santuário da Carreira de Tiro e Associação Kala – Uenda beneficiaram esta quinta-feira de kits, entre agricultura, sapataria, serralharia, pedreiro, corte e costura, recauchutagem e barbearia no âmbito do projecto geração de trabalho e renda.

A terapia ocupacional do idoso em pequenas hortas e produção de produtos artesanais ocorre na comunidade do bairro do Ritondo a norte da cidade de Malanje, onde estão integrados 25 indivíduos.

A idade não perdoa a recuperação física é outra prioridade do executivo desta província, “que tem sido feita sempre que possível, embora os meios estejam muito aquém das nossas disponibilidades. A reabilitação física dessas mesmas pessoas, como sabem, os idosos já precisam às vezes de algumas ajudas técnicas, nomeadamente cadeiras de roda, canadianas, bengalas, isso tudo n[os temos facultado aos nossos idosos e também as deficientes”.

O bispo da Conferência Anual do Leste de Angola da Igreja Metodista Unida, José Quipungo, disse que a atenção ao filho será determinante para o futuro idoso, ensinando em primeiro lugar os pais para cuidarem dos filhos e esses dos pais.

“Quando nós nos dirigimos aos pais nós dissemos: a maneira como nós preparamos os nossos filhos a nossa filha vai render aquilo que vai ser para nós a forma como vamos ser tratados quando velhos. E aos filhos nós dissemos: Esta mensagem que passamos aos filhos e filhas, filho és pai será, filha és e mãe serás”.

Orientação disciplinar fornecida pela igreja, em detrimento das obrigações do Estado para com aquele grupo de pessoas.

XS
SM
MD
LG