Links de Acesso

Moçambique: Produtividade agrícola chave do fim da pobreza


Moçambique: Produtividade agrícola chave do fim da pobreza

Moçambique: Produtividade agrícola chave do fim da pobreza

Esmagadora maioria da população vive da agricultura que no entanto contribui apenas 25% do PIB

Resolver o problema da produtividade da agricultura e melhorar as infra-estruturas são aspectos críticos para a redução da pobreza em Moçambique, revela um estudo feito em Moçambique para a Agência de deDesenvolvimento Internacional dos Estados Unidos, USAID.

O estudo faz notar que Moçambique alcançou grandes avanços no combate à pobreza entre os anos de 1996/97 e 2002/2003. Nesse período a pobreza foi reduzida de 69,4% da população para 54%.

Contudo desde então a pobreza encontra-se estagnada em cerca de 55 or cento.

Isto porque, diz o estudo, três quartos da população moçambicana tem os seus rendimentos gerados na agricultura e a produtividade média deste sector não mudou.

Com efeito dados indicam que a agricultura representa cerca de 23% do produto interno bruto enquanto 75% da população está virada para o sector.

“Sem aumentos e em particular significativos da produtividade da agricultura a redução da pobreza será um desafio gigantesco se não mesmo impossível,” diz o documento elaborado pelo Programa de Apoio para o Desenvolvimento Económico e Empresarial conhecido pela sigla inglesa SPEED.

A melhoria do ambiente de negócios para estimular o crescimento de negócios é tambem tido como um dos aspectos essenciais para o desenvolvimento de Moçambique.

Em 2007 a população activa de Moçambique era de 10,6 milhões mil pessoas mas o emprego formal nãa chega a 900.000 pessoas.

Apesar do sector privado formal ser já duas vezes maior do que o governo esse sector faz face ainda a sérios impedimentos determinados por um ambiente de negocios “complicado, burocratico e impeditivo”.

Para além do aumento da produtividade da agricultura e da melhoria do ambiente de negócios, o estudo recomenda ainda a maximização de receitas, gestão e qualidade de despesa publica e estimular maior valor acrescentado dos recursos a serem explorados.

No que diz respeito a esta última questão o estudo explica que a procura consistente de transformação em Moçambique irá provocar o desenvolvimento de empresas, emprego e produção de produtos, diz o estudo titulado Desafios da Economia Moçambicana.

XS
SM
MD
LG