Links de Acesso

Candidatos Republicanos debatem a política externa e segurança nacional


Os 8 candidatos republicanos em saudação ao hino nacional, momentos antes do início do debate desta Terça-feira

Os 8 candidatos republicanos em saudação ao hino nacional, momentos antes do início do debate desta Terça-feira

Programa nuclear iraniano, ajuda ao Paquistão e guerra no Afeganistão dominaram o debate realizado em Washington DC

Os oitos aspirantes republicanos às eleições presidenciais do proximo ano, estiveram reunidos ontem aqui em Washington num debate sobre a política externa e a segurança.

O programa nuclear iraniano, a ajuda ao Paquistão e a guerra no Afeganistão dominaram as discussões, como reporta Jim Malone da redacção central da VOA.

Entre as questões colocadas aos candidatos, figurava por exemplo esta: os Estados Unidos devem ou não apoiar um eventual ataque israelita contra as intalações nucleares do Irão.

O afro-americano e homem de negócios da Geórgia, Herman Cain foi o primeiro a responder.

“Eu procurarei ter a certeza se eles possuem um plano credível e susceptivel de serem bem sucedidos.”

O antigo presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich disse que apoiaria uma acção militar contra o Irão, somente em último recurso.

“Eu penso em mudar o regime antes deles obterem a bomba nuclear. Sem a guerra ganharia na mudança do regime pela guerra, o que por sua vez os empediria de obter bomba nuclear. Estas sãos as três escolhas.”

O antigo governador do Estado de Massachusetts, Mitt Romney disse que o presidente Barack Obama não tem sido suficientemente rígido com o Irão, isso embora a administração americana e os seus aliados tenham adoptado esta semana novas sanções contra Teerão.

“Pôr em acção umas sanções que paralizam a economia iraniana. I sei que isso vai aumentar o preço da gasolina. Não há preço do quanto é mau um Irão com bomba nuclear.”

Houve também debates sobre a ajuda americana ao Paquistão, com o governador do Texas, Rick Perry a dizer que cortaria os apoios ao governo paquistanês se este não fizesse algumas mudanças.

“No fundo o que eles têm-nos mostrado ao longo dos tempos, é que não se pode fazer confiança no Paquistão até que mostre claramente que tem em relação aos americanos os melhores interesses, caso contrário não darei um único centimo.”

A maioria dos candidatos mostrou-se favorável a extensão das leis internas do combate ao terrorismo inscritas no denominado Patriotci Act. Outros mostraram-se preocupados com os cortes nos orçamentos do sector da defesa, com o falhanço do Comité de Finanças do Congresso em definir um acordo de redução ao longo termo da dívida pública.

Este debate tem lugar seis semanas antes da primeira votação republicana para a escolha do seu membro a ser investido como o candidato presidencial a ter lugar no Estado do Iowa, a 3 de Janeiro.

XS
SM
MD
LG