Links de Acesso

Presidente Obama Elogia a Índia


Presidente Obama Elogia a Índia

Presidente Obama Elogia a Índia

Depois de conversações bilaterais em Nova Delhi, o presidente Obama e o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, afirmaram que os Estados Unidos e a Índia entraram numa nova era no estreitamento das suas relações.

Antes do início das conversações bilaterais com o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, o presidente Obama agradeceu ao povo da Índia a sua extraordinária hospitalidade afirmando que a sua visita tinha por objectivo fortalecer a grande amizade já existente, entre os dois países:

Desde a sua chegada a Mumbai para uma visita de três dias à Índia, o presidente americano tem acentuado ser de opinião que as relações entre as maiores democracias do mundo continuarão a ser no futuro uma das parcerias a definir o século 21.

Obama reiterou a sua afirmação na conferência da imprensa conjunta, abrangendo a cooperação económica como parte da parceria entre os dois países, assim como o problema de Caxemira e os esforços tendentes a reduzir as tensões entre a Índia e o Paquistão, a não proliferação nuclear e a luta contra o terrorismo.

Todavia, o presidente Obama manifestou-se cauteloso quanto ao problema de Caxemira, referindo-se ao mesmo apenas para acentuar o ponto de vista do governo americano, segundo o qual, a Índia e o Paquistão devem encontrar formas de reduzir as tensões entre si no que respeita ao território em disputa:

Por sua vez, o primeiro-ministro Singh disse que a Índia está disposta a empenhar-se, juntamente com o Paquistão, na solução de todas as questões que preocupam os dois países, mas que não desejava esconder uma importante crítica ao governo de Islamabad:

Quanto ao Afeganistão, o governante americano disse que a Índia tem feito generosas contribuições para o desenvolvimento e ajuda na melhoria das vidas do povo afegão. Obama disse que concorda com o primeiro-ministro Singh quanto à necessidade de todas as nações trabalharem em conjunto de forma a assegurar que os terroristas não encontrem santuários em qualquer lado.

Ambos os lideres referiram-se à decisão dos Estados Unidos de retirar as companhias indianas da lista restritiva quanto às exportações da alta tecnologia, tendo anunciado, pelo contrario, a cooperação das nações no que respeita aos problemas espaciais, da energia nuclear para uso civil, defesa, e esforços para fontes energéticas não contaminada, e no domínio da educação.

No que respeita aos laços comerciais, o presidente Obama reiterou a sua opinião segundo a qual, o aumento dos investimentos americanos na Índia irá conduzir a mais postos de empregos nos Estados Unidos e que a sua visita à Índia iria melhorar a situação ainda mais em benefício para ambas as partes.

XS
SM
MD
LG