Links de Acesso

Tribunal Internacional receia que filho de Kadhafi fuja da Líbia


Procurador-geral do TPI diz que também vai investigar as alegações de atrocidades comeitdas pela NATO e o CNT na Libia

Procurador-geral do TPI diz que também vai investigar as alegações de atrocidades comeitdas pela NATO e o CNT na Libia

Procurador-geral do Tribunal Penal Internacional confirma por outro lado contactos com Seif al-Islam através de intermediários

O procurador-geral do Tribunal Penal Internacional disse que o seu gabinete está a recolher provas para julgar Seif al-Islam, filho do Coronel Kadhafi, assim como o antigo chefe dos serviços secretos líbios.

A correspondente da VOA na Nações Unidas, Maragaret Besheer disse que Luís Moreno-Ocampo disse perante o Conselho de Segurança da ONU que está preocupado com a possibilidade de Seif al-Islam poder fugir do país.

O procurador-geral do TPI disse ter recebido informações de que um grupo de mercenários estavam a tentar facilitar a saída de Seif al-Islam da Líbia.

“Estamos a chamar a atenção dos países (da região) a fazerem tudo quando puderem para desmantelar uma tal operação”

Notícias postas a circular indicam que o filho do antigo ditador líbio esteja a tentar fugir para o Níger ou um outro país africano.

Ocampo disse que recebeu solicitações de pessoas ligadas a Seif al-Islam sobre o que lhe aconteceria se entregasse ao Tribunal Penal Internacional de Haia, e também se seria enviado ou não à Líbia no caso de condenação ou absolvição.

O procurador-geral do TPI disse que poderia decretar que fosse enviado a um outro país e não de volta a Líbia após o julgamento, se algum Estado o aceitar.

Em Junho Luís Moreno-Ocampo emitiu um mandado de captura contra Seif al-Islam e o seu malogrado pai, por terem orquestrado uma campanha de assassínios e perseguições contra opositores políticos.

Também na lista de procurados está o antigo chefe dos serviços secretos líbios, Abdallah Senoussi. Ocampo disse a jornalistas que o TPI sabe muito pouco acerca de Senoussi em relação a Seif al-Islam, e que o tribunal está a investigar as queixas de violações em massa de forças de Kadhafi.

“Enquanto for prematuro para estabelecer conclusões sobre números específicos de provas e informações indicando sobre centenas de violações cometidas durante o conflito.”

Luís Moreno-Ocampo disse igualmente estar a tentar determinar os bens e haveres de Seif al-islam e de Abdallah Senoussi que seriam usados pelo TPI para ressarcir as vitimas do regime.

O procurador-geral disse também perante o Conselho Segurança que o seu gabinete está a investigar alegações de crimes cometidos pelas forças da NATO durante a intervenção na Líbia, assim como as que acusam os combatentes do Conselho Nacional de Transição de crimes contra os elementos ou forças pro-Kadhafi.

XS
SM
MD
LG