Links de Acesso

Patrice Trovoada em visita de 3 dias a Washington


Patrice Trovoada, durante a campanha eleitoral (Julho 2010) - Arquivo

Patrice Trovoada, durante a campanha eleitoral (Julho 2010) - Arquivo

Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe vai ao Banco Mundial e FMI pedir mais ajudas e também junto ao governo americano

O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe inicia amanhã uma visita de 3 dias a Washington.

Patrice Trovoada vem a procura de novos apoios financeiros e deverá manter contactos com o Banco Mundial, Fundo Monetário Internacional e Millenium Challenge Corporation.

A visita desta semana a Washington do primeiro-ministro santomense assume-se como crucial para o seu governo que depois de ter submetido a proposta do Orçamento Geral do Estado a Assembleia Nacional, procura obter as garantias de potenciais financiadores.

O plano financeiro do executivo de Patrice Trovoada está estimado em 152 milhões de dólares americanos e em termos de percentagem das receitas, a contribuição externa representa pouco mais de 80 por cento. A China Taiwan e Portugal são descritos como países que ao nível bilateral asseguram maiores contribuições ao nível do OGE, enquanto que o Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África – BADEA - o Banco Africano de Desenvolvimento - BAD- e o Banco Mundial são os parceiros multilaterais com as maiores

Por isso o primeiro-ministro santomense está a bater as portas dos principais parceiros de desenvolvimento do arquipélago. Patrice Trovoada tem uma agenda carregada de contactos em Washington. O embaixador santomense por nós contactado escusou-se em revelar para já os detalhes dos contactos em perspectiva. Contudo estão previstos encontros aos mais alto níveis com os responsáveis do Banco Mundial, Fundo monetário Internacional e do Departamento de Estado americano através do Millenium Challenge Corporation.

O primeiro-ministro santomense momentos antes do seu embarque em São Tomé disse que o Banco Mundial pretende actualizar as estratégias de São Tomé e Príncipe de combate a pobreza assim como conhecer a nova visão de desenvolvimento do arquipélago.

Patrice Trovoada acrescentou que o seu governo estaria interessado em obter fundos para financiar projectos de infra-estruturas, de educação e saúde.

Ao nível do Departamento do Estado o governo santomense que tem curso a aplicação de um programa preparatório de acesso a obtenção do compacto terá concluído a terceira fase do processo e procura assim acelerar as vias de adopção de um compacto. As autoridades santomenses estão igualmente interessadas em participar nos projectos financiados pelo governo americano ao nível do Golfo da Guiné no que toca a segurança e controlo marítimo.

Nesta sua visita o primeiro-ministro santomense faz acompanhar do seu adjunto, Afonso Varela e do ministro das finanças e cooperação Internacional, Américo de Oliveira.

XS
SM
MD
LG