Links de Acesso

Rapto misterioso de activista das Lundas

  • Alexandre Neto

Jota Filipe Malaquito, da Comissão do Protectorado das Lundas

Jota Filipe Malaquito, da Comissão do Protectorado das Lundas

Rapto ocorreu no Cambulo e paradeiro do professor continua desconhecido

As autoridades administrativas na Lunda-Norte estão a ser acusadas de terem detido e a manterem em parte incerta, um cidadão de nome Afonso Muakassu professor afecto à Comissão do Manifesto que reivindica autonomia Administrativa e Financeira daquela região.

O facto ocorreu no município do Cambulo, 90 kilômetros sudeste do Dundo. Contaram testemunhas que presenciaram a ocorrência que a vítima foi interpelada pelo agente da polícia de serviço na sede da Administração, para onde se tinha dirigido para tratar de um assunto comum.

Não mais voltou a ser visto.

Este acontecimento está agitar activistas que lutam pela autonomia da região entre os quais responsáveis da Comissão do Manifesto Lunda.

Jota Filipe Malakito q disse ter escrito ao procurador provincial, dando-lhe conta desta ocorrência, sem que tenha obtido resposta até agora.

Malakito foi recentemente afastado da liderança da comissão mas mantêm ser ainda presidente da organização

Tanto o Administrador municipal Alberto Mukengue como o Secretário do MPLA Armando Chipema, são citados como autores da ordem de prisão.
A acusação é refutada pelo responsável partidário, ouvido ao telefone pela Voz da America.

"Não tenha essa informação," disse.

A acusação de rapto de um militante das Lundas surge numa altura em que as autoridades continuam a desrespeitar ordens do Tribunal Supremo que mandou em liberdade os presos deste movimento que reivindicaram autonomia Administrativa e financeira da região rica em diamantes. Apesar dessa ordem continuam na cadeia da Kakanda na Lunda Norte entre 6 a 8 pessoas, algumas das quais por falta de pagamentos de multas.

XS
SM
MD
LG