Links de Acesso

Somália é o País Mais Corrupto do Mundo


Somália é o País Mais Corrupto do Mundo

Somália é o País Mais Corrupto do Mundo

A Somália é o país mais corrupto do Mundo. Mas entre os lusófonos Angola continua no topo da lista dos piores e foi o único país da CLPL a descer na tabela da transparência elaborada anualmente pela organização da sociedade civil Transparency International.

Os países em guerra são os mais corruptos e por isso a lista tem à cabeça a Somália, Afeganistão e Iraque. Mas não é só a guerra que faz a corrupção. Porque Myanmar, o segundo mais corrupto do mundo não está em guerra. Entre os 25 piores há 13 africanos e os países em guerra são apenas quatro.

A lista denota as percepções de corrupção no sector público de cada país e classifica 178 países com 10 pontos para os melhores e zero para os piores.

Os mais limpos, para usarmos a linguagem da Transparency International, são a Dinamarca, a Nova Zelândia e Singapura. Entre os 20 melhores, 15 são europeus.

Entre os países de língua portuguesa, todos melhoraram em relação ao ano passado menos Angola, considerado o mais corrupto entre a CPLP. Angola desceu 6 lugares na tabela para a posição 168, ou seja o décimo primeiro a contar do fim. Manteve os mesmos pontos do ano passado 1,9 – outros países fizeram mais progresso.

Dos restantes, foi Timor-Leste quem progrediu mais, subindo 19 lugares para a posição 127… Moçambique, logo a seguir, subiu 14 lugares para a posição 116… São Tomé melhorou 10 lugares para 101… A Guiné-Bissau subiu 8 lugares para 154… O Brasil melhorou 6 lugares para 69… Portugal também 6 lugar mas para 32… Cabo Verde subiu 1 para 45…

Estas classificações resultam da análise dos dados públicos existentes sobre estes países, quer seja a existência de leis sobre a corrupção, a capacidade dos governos para punir os corruptos, os incidentes de corrupção no sector público e outros.

A Transparency International diz lamentar que a corrupção subsista, pois trata-se de um obstáculo ao desenvolvimento em tempo de crise. Esse fenómeno não poupa países ricos. A Itália foi considerada um dos mais corruptos da União Europeia, e desceu para o 67º lugar, abaixo do Ruanda. A Grécia, vem ainda mais abaixo no lugar 77 desta tabela.

Os Estados Unidos baixaram, para a posição 22, indicando que a crise financeira favoreceu a corrupção. Os organizadores desta classificação dizem que os governos precisam de integrar medias anti-corrupção em todos os níveis da sua actividade, sendo crucial a transparência das actividades do governo e a prestação de contas públicas. Sem isto, diz, não é possível aumentar a confiança das sociedades nos governos nem aumentar o impacto positivo das medidas para o desenvolvimento e o combate à crise.

XS
SM
MD
LG