Links de Acesso

Os Estudantes que Estão no Frio


Na Rússia sem amor - estudantes guineenses sentem-se abandonados

Na Rússia sem amor - estudantes guineenses sentem-se abandonados

Drama arrasta-se há meses. Estudantes não têm fundos para regressar à Guiné

Em Moscovo está a desenrolar-se um drama envolvendo vários estudantes da Guiné-Bissau que terminados os seus cursos não podem regressar ao seu país por não terem fundos para isso. Isto é uma situação que se arrasta há meses. Ao abrigo da lei russa estes estudantes estão agora ilegais no país e alguns deles já foram detidos. Um deles é Celestino Nhaga que terminou seis anos de estudos, teve de abandonar a residência estudantil e foi posteriormente detido por residência ilegal. Foi libertado sob condição de resolver a sua situação na embaixada. Desde há dois dias que lá está refugiado por assim dizer.
Ouça a entrevista com Celestino Nhaga estudante da Guiné-Bissau a viver na embaixada põem Moscovo por não ter meios para regressar ao seu país.
Entretanto presidente da Guine Bissau Malam Bacai Sanhá continua no vizinho Senegal para onde foi transportado no Sábado para tratamento médico.
Desconhecem se outros pormenores embora fontes em Bissau digam que o chefe de estado está internado num hospital em Dakar.
Há por outro lado crescentes indícios que Angola poderá jogar um papel cada vez maior na estabilização da situação na Guine Bissau.
O representante especial do secretário geral das Nações Unidas para a Guine Bissau, Joseph Mutaboba, está em Luanda onde avistou com o presidente José Eduardo dos Santos com quem analisou os esforços da comunidade internacional para a estabilização da situação na Guine Bissau
Desconhecem se pormenores concretos das conversações. O diplomata disse que ONU se congratula com os apoio já concedidos pelo governo angolano à Guine Bissau mas não deu mais pormenores.

XS
SM
MD
LG