Links de Acesso

Comemora 70 anos neste sábado


Comemora 70 anos neste sábado

Comemora 70 anos neste sábado

Pelé, o Símbolo do Futebol Mundial

Pelé, o símbolo do futebol mundial, comemora 70 anos neste sábado (23). No Brasil, são preparadas homenagens ao considerado “Rei” de todos os tempos do esporte. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai promover, neste fim de semana, no Campeonato Brasileiro da Série A, uma homenagem inédita e especial ao jogador. Pela primeira vez, a rodada do campeonato será nomeada “Rodada Pelé 70 Anos”, uma forma de reverenciar o mais festejado e homenageado jogador de futebol de todos os tempos. O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, destacou que toda e qualquer forma de homenagem a Pelé será pequena diante da importância dele para a projeção que o futebol e a seleção brasileira conseguiram no mundo.

O Santos Futebol Clube, time do início da carreira de Pelé, pediu ajuda da torcida para definir qual jogador atual irá jogar no próximo domingo (24) com a camisa número 70. A imprensa brasileira relembrou nos últimos dias, de várias formas, a trajetória de glória do jogador. Vários programas especiais foram exibidos nos canais de TV do Brasil retomando as sete décadas de vida do ídolo do futebol. Grande parte dos jornais brasileiros, desta sexta-feira (23), traz cadernos especiais em homenagem ao jogador.

Números impressionantes

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, nasceu em 23 de outubro de 1940, na cidade mineira de Três Corações. Aos 70 anos, o Pelé, coleciona números impressionantes. É o único jogador a vencer três Copas do Mundo. O craque marcou um total de 1283 gols, incluindo 77 pelo Brasil, venceu três Copas do Mundo, dois Mundiais de Clubes e nove Campeonatos Paulistas. Aos 17 anos, se tornou o jogador mais jovem a vencer a Copa do Mundo. Em 1969, Pelé marcou seu milésimo gol e comemorou com centenas de pessoas que entraram em campo para dividir a conquista. Pelé conta que estava extremamente nervoso naquele dia: “eu já era um jogador experiente, já tinha jogado as Copas e, pela primeira vez dentro de um campo, minhas pernas tremiam. Eu falava, ah, meu Deus, acho que vou perder este jogo”, contou.

Recordes fora de campo

Pelé também é recordista de títulos fora dos campos. Em 1999, foi escolhido como Atleta do Século pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Em 1997, Pelé ganhou o título de cavaleiro da Rainha britânico. Em 1961, governo brasileiro declarou o craque como tesouro nacional, para impedir que ele deixasse o país. O jogador também foi Ministro do Esporte do Brasil de 1995 até 1998.

O “Rei” do futebol brasilero também coleciona afeto dos fás. É amado e adorado quase de forma consensual no Brasil e fora do país. A exceção fica por conta do argentino Diego Maradona. Já se tornaram comuns os comentários do jogador da Argetnina insistindo em travar uma rivalidade com Pelé, que respondeu os ataques com ironia e bom humor. “ O Maradona deve me amar. Toda hora ele manda algum recado para mim”, brincou.

Pelé cantor

No contexto de aniversário do ídolo do futebol, a imprensa brasileira tem relembrando várias faces de Pelé, mostrando que o jogador tem muitos outros talentos. Edson Arantes do Nascimento é compositor e cantor e chegou a fazer dueto com um dos maiores nomes da música popular brasileira, a cantora Elis Regina. Fora dos campos, o símbolo mundial do futebol se destaca, também, por manter vários projetos sociais, muitos deles voltados para ajudar na formação de futuros jogadores.

Sonho

Apesar dos muitos feitos, Pelé encerrou a carreira no futebol deixando para trás um grande desejo: fazer seu último gol vestindo a camisa amarelinha da seleção brasileira. Pelé deixou oficialmente a seleção em 1971, no primeiro tempo de um empate com a ex-Iugoslávia, no Maracanã, diante de mais de 138 mil torcedores, sem realizar o sonho que o acompanha até hoje, “Se desse para fazer um replay da minha vida, se eu tivesse feito o último gol pela seleção brasileira eu gostaria”.

XS
SM
MD
LG