Links de Acesso

Malange Assegura Segurança na Quadra Natalícia

  • Isaías Soares

Malange Assegura Segurança na Quadra Natalícia

Malange Assegura Segurança na Quadra Natalícia

Em Malanje, a Polícia angolana vai assegurar a segurança na quadra natalícia e no dia 4 de Janeiro com 3.500 agentes

O delegado do Ministerio do Interior e comandante da corporação, comissário
José Domingos Moniz, admitiu esta segunda-feira, a saída do conselho
operativo da delegação provincial a realização de actos coercivos em
casos extremos, além da dinâmica de prevenção e sensibilização.
“Teremos também, acções coercivas só em caso de necessidade,
para todo esse movimento operativo o Comando Provincial conta empregar
cerca de 3.500 homens em toda extensão do território provincial, das
quais as forças de ordem pública, que farão patrulhas através dos
pontos previamente determinados, realçamos também a actividade da
policia transito com a tradicional acção de fiscalização e prevenção
estará disseminada em todo o casco urbano da cidade do município sede
e também reforçará os destacamentos junto dos comandos municipais de
Calandula, Cangandala, Cacuso e Caculama”.
A segurança pública no território de Malanje continua estável,
nos últimos 3 anos, com uma cifra diária de crimes que vaiam entre 1.7
a 2.3/2.5, onde as ofensas corporais ocupam 50 por cento do total dos
delitos ocorridos.
As acções de fiscalização e de prevenção, na vertente
sensibilização estarão viradas a sensibilização, o policiamento de
proximidade, que tem alcançado resultado positivo com a colaboração
das autoridades tradicionais, com algumas organizações juvenis e com a
estação de a rádio local. As tropas especiais constituem reserva para
qualquer emergência.
O aumento do tráfego nas principais estrada preocupa o
comissário José Domingos Moniz.
“A situação da sinistralidade rodoviária continua a clamar
por alguns cuidados tendo em conta ao número de acidentes registados e
a tendência de subir com o fluxo de meios que se verificam no casco
urbano e ao longo das estradas EN 230 e EN 140 e EN 320”.
Aos condutores o general recordou que a condução em estado de
embriagues é punível por lei e, os transgressores serão conduzidos em
juízos para os devidos julgamentos sumários, como diz o ditado
tradicional: “se beber não conduza e se conduzir não beba”.
O conselho operativo do Minint ao considerar de positiva a acção
policial, não obstante as ocorrências registadas, o trabalho
esclarecido foi na ordem dos 97 por cento. O órgão baixou igualmente
medidas de reforço e vigilância, para neutralizar qualquer tentativa
de violação dos 147 quilómetros de fronteira com a RDC por cidadãos
estrangeiros ilegais.
Os dispositivos policiais serão apoiados com viaturas de
intervenção, de patrulhamento e vigilância, bafómetros para controlar
os níveis de álcool nos condutores, entre outros meios indispensáveis
a actividade neste período.

XS
SM
MD
LG