Links de Acesso

Dois cachos de bananas resultam em tiro e amputação


Nao toquem nas bananas dos outros. Pode resultar em tiroteio

Nao toquem nas bananas dos outros. Pode resultar em tiroteio

Membro do Conselho Superior Jurídico nega acusação de ter dado ordens para ladrão ser punido a tiro

Em São Tome e Príncipe há controvérsia senão mesmo escândalo sobre alegações que um conhecido juridico teria dado ordens para que um ladrão fosse punido a tiro.

O caso envolveu o roubo de dois cachos de bananas da propriedade do Dr. Adelino Isidro, membro do Conselho Superior Jurídico.

O ladrão, que não nega o roubo, diz que depois de ter sido apanhado por uma guarda foi metido num contentor. Quando Isidro chegou á propriedade teria dado ordens ao guarda para o lver para fora da propriedade e dar-lhe um tiro.

"Eu chorei a pedir para não fazerem isso," contou o ladrão que foi atingido numa perna que mais tarde teve quer ser amputada.

O guarda afirma que disparou depois do ladrão ter tentado fugir e o Dr. Adelino isidro diz que nem sequer se encontrav ano lugar quando se deu o incidente.

Ouça a reportagem do Oscar Medeiros

XS
SM
MD
LG