Links de Acesso

Dois cachos de bananas resultam em tiro e amputação


Nao toquem nas bananas dos outros. Pode resultar em tiroteio

Membro do Conselho Superior Jurídico nega acusação de ter dado ordens para ladrão ser punido a tiro

Em São Tome e Príncipe há controvérsia senão mesmo escândalo sobre alegações que um conhecido juridico teria dado ordens para que um ladrão fosse punido a tiro.

O caso envolveu o roubo de dois cachos de bananas da propriedade do Dr. Adelino Isidro, membro do Conselho Superior Jurídico.

O ladrão, que não nega o roubo, diz que depois de ter sido apanhado por uma guarda foi metido num contentor. Quando Isidro chegou á propriedade teria dado ordens ao guarda para o lver para fora da propriedade e dar-lhe um tiro.

"Eu chorei a pedir para não fazerem isso," contou o ladrão que foi atingido numa perna que mais tarde teve quer ser amputada.

O guarda afirma que disparou depois do ladrão ter tentado fugir e o Dr. Adelino isidro diz que nem sequer se encontrav ano lugar quando se deu o incidente.

Ouça a reportagem do Oscar Medeiros

XS
SM
MD
LG