Links de Acesso

UNESCO: Africanos Defendem Prémio Obiang

  • Eduardo Ferro

UNESCO: Africanos Defendem Prémio Obiang

UNESCO: Africanos Defendem Prémio Obiang

Um grupo de proeminentes activistas internacionais, entre os quais Graça Machel e Desmond Tutu, subscreveram um apelo para acabar com o prémio Obiang.

Em 2008 o presidente da Guiné Equatorial doou 3 milhões de dólares à UNESCO para instituir um prémio em seu nome. Contudo devido às violações dos direitos humanos permitidas pelo regime de Teodoro Obiang o prémio foi suspenso e sucederam-se as pressões internacionais para a sua abolição. Neste momento o conselho executivo da UNESCO está reunido em Paris para decidir o que fazer. Hoje, um grupo de proeminentes activistas internacionais, entre os quais Graça Machel e Desmond Tutu, subscreveram um apelo para acabar com o prémio Obiang. Contudo, tal como nos referiu Sara Wykes da organização de defesa dos direitos humanos Open Society os 13 paises africanos com assento no conselho não estão pelos ajustes.

XS
SM
MD
LG