Links de Acesso

UNESCO: Prémio Obiang Nguema novamente adiado


Prémio proposto pelo presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasongo a criar o impasse na UNESCO

Prémio proposto pelo presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasongo a criar o impasse na UNESCO

Conselho Executivo remeteu para a primavera de 2012 a decisão final sobre o prémio que continua a embaraçar a UNESCO

A UNESCO acaba adiar para próximo ano a sua decisão sobre a proposta de instituição do Prémio Obiang Nguema, tudo por falta de consenso ao nível dos Estados membros.

Depois de um primeiro adiamento no ano passado, a UNESCO voltou a adiar na noite de ontem a proposta de instituição do Prémio Obiang Nguema – um prémio proposto pelo presidente da Guiné Equatorial para compensar os melhores trabalhos no domínio das ciências da vida.

Num valor de 3 milhões de dólares, este prémio proposto 2008 está a colocar a UNESCO numa situação de embaraço, com os países ocidentais e organizações não-governamentais a oporem-se, e os países africanos a favor.

Na falta de consenso, o Conselho Executivo da UNESCO composto de 58 países membros decidiu depois de dois dias de reunião adiar a decisão final para a próxima sessão a ter lugar em meados de Março – Abril de 2012.

Os países ocidentais e a directora da UNESCO Irina Bokova opuseram-se vigorosamente a atribuição do prémio, ao contrário dos pares africanos. Foi criado um grupo de trabalho para obter uma solução no prazo de seis meses.

E é para falar deste impasse ao nível da UNESCO que entrevistamos Reed Brody porta-voz da Human Rights Watch, uma ONG que vem-se opondo a atribuição do prémio em causa.

Ouça a entrevista através do segmento sonoro no inicio desta página...

XS
SM
MD
LG