Links de Acesso

África do Sul pode deparar-se com "violência catastrófica"


África do Sul pode deparar-se com "violência catastrófica"

África do Sul pode deparar-se com "violência catastrófica"

Elite do ANC "vê a política como meio mais rápido e seguro de acumulação de riqueza" - adverte analista angolano

Violência política “catastrófica” poderá eclodir na África do Sul a médio e longo prazo, diz um estudo sobre a situação neste país recentemente publicado aqui nos Estados Unidos.

O documento titulado “ As Ténues Fundações de um dos Estados Estáveis de Africa” é de autoria do Dr. Assis Malaquias, um investigador do Centro África para Estudos Estratégicos da Universidade de Defesa Nacional dos Estados Unidos.

Malaquias escreve que os casos de violência politica no país tem vindo a piorar e “são um indicativo da fragilidade potencial” do país.

Essa violência é principalmente causada pela pobreza, desigualdade e “clientelismo” político.

Fraco crescimento económico, incapacidade institucional e oportunidades educacionais limitadas resultaram “num estado democrático pós apartheid que tem sido lento a criar empregos ou a fornecer serviços básicos à população, diz o estudo.

O Dr. Malaquias afirma que o programa “Black Economic Empowerment” que visa abrir as portas da economia a companhias ou cidadãos negros beneficiou apenas uma minoria ligada polticamente ao ANC cujos dirigentes vêm o poder como “uma fonte de enriquecimento pessoal”.

A elite de poder no ANC, escreveu Malaquias, não é uma excepção ás elites pós coloniais africanas, afirma o documento que cita ainda um aumento da incompetência e queda nos padrões de serviços através do país.

Numa entrevista à Voz da América o Dr Malaquias negou que o seu relatorio fosse demasiado pessimista.

"É realista. Eu observo e descrevo a realidade," disse Malaquias.

Pode ouvir o nosso debate sobre o documento com o Dr Assis Malaquias carregando na barra azul no topo.

Pode lêr o relatório na integra em inglês clicando aqui

XS
SM
MD
LG