Links de Acesso

UNITA queixa-se de repressão em Benguela

  • António Capalandanda

Armando da Cruz Neto, governador de Benguela

Armando da Cruz Neto, governador de Benguela

A UNITA afirma que o governador, Armando da Cruz Neto, “recuperou as garras da velha ditadura".

A UNITA afirmou que o governador de Benguela, Armando da Cruz Neto, “recuperou as garras da velha ditadura que o regime havia escondido”, ao ameaçar reprimir quem atentar contra o bom nome do presidente de Angola, José Eduardo dos Santos.

Em declarações à “Voz da América”, Vitorino Nhany secretário provincial da UNITA em Benguela, disse que os pronunciamentos de Armando da Cruz Neto, reflectem a vigência de um regime que sobrevive “através da repressão, autoritarismo e violência, cujos efeitos têm sido magnificados pelo desenvolvimento de formas de governação corruptas e excludentes”.

O governador, segundo aquele dirigente partidário, procura publicamente anunciar a restrição do exercício de um direito dos cidadãos constitucionalmente consagrado, quando ele não tem competências para limitar os direitos e liberdades fundamentais das pessoas.

“Eu queria aconselhar o senhor governador de Benguela que fizesse uma introspecção, no sentido de poder se adequar à evolução dos fenómenos que ocorrem no nosso país”, disse ele.

Refira-se que, Armando da Cruz Neto que falava na qualidade de primeiro secretário provincial do MPLA em Benguela, disse que o seu partido vai combater, de forma pronta e vigorosa, toda a propaganda e atitudes que visem denegrir a imagem do Presidente José Eduardo dos Santos.

Aquele responsável, deixou claro que, o partido no poder não irá tolerar qualquer manifestação anti-governamental, afirmando que a sua organização partidária não gosta de ameaças.

“É uma perda de tempo alguns exercícios dilatórios e desprovidos de seriedade que alguns dos nossos adversários políticos vêm empreendendo, como se fosse possível garantir alternância do poder político, por via do acto de arruaça e vandalismo, a pretexto de manifestações cujo direito está consagrado na nossa constituição” advertiu Armado da Cruz Neto.

Armando da Cruz Neto, efectuava estas ameaças quando presidia à sessão de abertura da jornada comemorativa do 55º aniversário da fundação do MPLA.

Ouça a reportagem do António Capalandanda.

XS
SM
MD
LG